domingo, 27 de novembro de 2016

Irresistível a Deus (6)


Submissos perante Deus:

Até que a vida de um cristão esteja sob o controle de Deus, ele é inútil para o Seu Reino.

Assim, o Senhor Se aproxima de quem a vontade própria foi oprimida, ferida, despedaçada e destroçada.

Um cristão indisciplinado é um alvo para o inimigo. Felizmente, a graça de Deus irá mantê-lo no caminho.

Querido Senhor, ofereço meu corpo, minha alma, minha mente, meu coração, minhas vontades, meus desejos e meus sonhos como sacrifício em Teu santo altar. Por favor, quebranta meu ser. Leva-me a submissão ao Santo Espírito. Conquista totalmente o meu ser interior. Senhor, não permitas que eu siga o meu caminho se isso trouxer desgraça para o Teu Nome, machucar o Teu povo ou me manchar eternamente. Eu Te dou permissão para fazer o que for necessário para me manter dentro da Tua vontade.

Andando em Humildade:

Quando alguém recebe a disciplina do Senhor e experimenta o quebrantamento de sua vida interior e do orgulho que cresce dentro de si, ele se torna gradativamente mais consciente da realidade de Deus

Com o eu interior diminuindo, a presença do Altíssimo aparecerá de uma maneira muito maior do que antes. Por que isso? Qualquer coisa que diminua a vida interior promove a humildade. 

Muitos pensam que cantar hinos e canções de adoração a Deus aos domingos é tudo o que se pode fazer para adorá-lo, mas, na realidade, há muito mais para realizar com a sujeição consciente a Deus do que apenas entoar louvores. 

A verdadeira adoração apenas acontece quando alguém reconhece quem ele é em relação a Deus e quem Deus é em relação a ele. Isso requer sempre uma grande humildade dentro do coração. 

Muitos dos que procuram nunca se tornam íntimos do Senhor, não se humilham verdadeiramente diante dEle e jamais O adoram realmente. Orgulho e outros pecados não-confessados os mantém à distância 
(Sl 138.6; Is 59.2). 

Porém, o que é assustador é que eles pensam que estão próximos de Deus. 

Por outro lado:

O altivo, que não deseja ser mudado, permanece em profunda ignorância sobre seu real estado espiritual. Ele faz a própria propaganda pessoal. 

Assim como os fariseus com sua auto aprovação e ilusão no templo, ele pensa, ora e acredita no melhor sobre si mesmo. Por causa desse tremendo amor-próprio, ele se vê em uma posição de destaque. 

Uma nova perspectiva:

O resultado final de se humilhar perante o Senhor é que sua percepção sobre as outras pessoas irá mudar drasticamente. 

Uma vez que seu ego tenha sido destronado, o crente é capaz de ver os outros por meio de um prisma completamente diferente: as pessoas se tornam mais importantes quando vistas pelos olhos do amor de Deus.

Oração:

Querido Senhor, reconheço que sou muito grande  aos meus  próprios olhos. Por favor,  humilha-me para que eu possa  ver-Te melhor. Tira-me de qualquer auto-ilusão  que o orgulho ou o pecado  tenham criado. Ajuda-me a adquirir a perspectiva apropriada  de mim mesmo em relação a Ti e aos outros. Faça-me temer-Te!  Dá-me um coração de servo. Purifica-me, Senhor, para que eu possa viver humildemente  diante de Ti e dos outros. Amém

(Continua...) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário