quinta-feira, 9 de novembro de 2017

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Coisas que devem viver em nós (Amor)


"Tolice é ter um "eu acho..." para todo assunto."

"Quando você cobra resultados do seu irmão, você na verdade, mostra que não aceita a si mesmo. O amor "ACEITA"

"Há quem ame até passar uma semana junto, uma semana, ou até custar algo, e todo "amor" se acaba. Jesus diz que O amor não se acaba, em hipótese alguma."

"Um coração inseguro e cheio de medos manifesta auto afirmação; O amor de Jesus cura"

"Rejeição não curada manifesta auto exaltação; O amor de Jesus cura."

"O amor é um manto que cobre"

"No amor de Deus, através de Jesus não há litigio, tudo foi resolvido na cruz. Se alguém ama a distância, não ama. O amor senta ao redor da mesa e come."

"Quando dizemos que amamos e julgamos que alguém não ama, revelamos que não amamos."

"O nosso chamado nasceu conosco, ele está pronto, o que falta para a plenitude é o amor de Cristo aperfeiçoado em nós."

"Quando andamos no amor, podemos dizer ao diabo...O que tenho eu contigo? sabendo que não temos nada."

"O serviço pode até esconder um coração que anda na lei, porém a graça se revela quando não temos resultados e mesmo assim Deus nos ama."

"Nenhum dom pode operar em plenitude se não for sobre a plataforma do amor ágape"

"O amor de Jesus deseja os piores, porém verdadeiros, o Espirito (luz) expõe a carne oculta (trevas)"

"O amor de Cristo oferece a vida pelos piores. Esse é o amor, apenas esse é o verdadeiro."

"Quando você jejua e surge aquela inquietação e aflora o defeito dos outros aos seus olhos...você está vendo a si mesmo."


domingo, 15 de outubro de 2017

Coisas que devem morrer em nós (Soberba)


"Inconscientemente rejeitamos aqueles de quem temos ciumes."

"Seu pai na fé te dirá coisas que arrancará pedaços de você, revelando o que realmente está por baixo da sua carne, e isso fará toda diferença no seu crescimento espiritual."

"Não precisamos dizer: "o Espirito Santo me disse para fazer isso", façamos, e o resultado dirá quem foi, você ou Ele. Se der certo foi Ele, se der errado fomos nós."

"Queremos pregar, mas não queremos morrer"

"Jesus é a manifestação integral da humildade, enquanto Ele não for tudo, realmente tudo em nós, ainda estaremos mostrando o nosso "EU"

"O humilde só pensa em não ser visto, sem demonstrar isso."

"Sua soberba quando exposta, causará dor, e uma certa indignação."

"Quando pensamos, até que enfim me tornei humilde, acabou de ser manifesto mais um pouco de soberba."

"O soberbo dá testemunho de si mesmo. Jesus dá testemunho do humilde."

"Sempre haverá algo de soberba para morrer em nós, é um longo caminho até o caráter de Cristo."

"A humildade espiritual que se expõe não é humildade. A humildade expõe Jesus e não o vaso."

"Expor sua humildade demonstra que ainda há soberba. A falsa humildade é ostentação."

"A ostentação demonstra um caráter soberbo. É um nível mais sutil de orgulho."

"Qualquer atitude consciente que visa te colocar em evidência está enraizada na soberba"


quarta-feira, 27 de setembro de 2017

As Maneiras de Jejuar


Acabamos de ver o jejum de quarenta dias que Jesus fez para se preparar para confrontar as tentações do diabo. Mas, há inúmeras maneiras de jejuar. A que eu acredito ser mais prática e efetiva para a vida de uma pessoa na sociedade ocupada de hoje em dia é o jejum comum de três dias. Ele pode ser feito de dois modos. Se você não pode ficar sozinho e orar por causa de sua agenda, eu recomendo que você faça um jejum desucos, usando sucos suaves, como maçã ou uva.

Durante este tempo, ore quando você puder. Mas, se você puder ficar sozinho e orar, sugiro que você faça um jejum total e dedicado com apenas água (filtrada ou destilada, disponíveis na maioria dos supermercados).  Se você não está familiarizado com o jejum e quer fazer mais do que três dias, eu recomendo uma série de períodos curtos, por exemplo, você pode jejuar três dias por semana por três semanas consecutivas. Durante este período, coma legumes frescos, frutas e saladas mantendo-se longe de carnes pesadas e pães. Então, quando o seu jejum acabar, você poderá voltar a comer estas comidas, se quiser.

Um dia você talvez queira fazer um jejum mais extenso, especialmente se você estiver lidando com algum tipo de fortaleza em seu âmbito carnal (mente, emoções ou corpo) que você queira bloquear ou mortificar de uma vez por todas.

Pr. Dave Roberson 

domingo, 24 de setembro de 2017

Vida no deserto


A vida no deserto te leva ao entendimento de qual deve ser sua unica fonte. Onde jorra água? De lá sairá vida, todas as outras fontes são miragens, e não podem saciar sua sede. Há escorpiões no deserto, há calor no deserto, mas lá no deserto há também uma promessa. A promessa da fonte que saciará toda a nossa sede. A oração em línguas é o caminho que te leva a um lugar chamado "descanso", o sábado, Jesus. Jesus é o nosso descanso, o nosso sétimo dia, Quando Deus descansou no sétimo dia, nesse lugar Deus Pai criou o lugar onde tudo está feito.

Em Jesus tudo está feito, o lugar de descanso, onde tudo esta consumado, e nosso espirito é saciado, nada nos falta. Esse lugar é Jesus, orando em outras línguas, hora após hora, seu espirito vai sendo edificado e edificando Jesus em você, Desconstruindo Adão e construindo Cristo em nós...Renovação da mente (Rm 12:1-2)

Busque esse lugar. Confesse a palavra: "Eu sou a justiça de Deus em Cristo" E ore em línguas até que Jesus seja formado em você, medite na palavra até que você deixe de entendê-la e se torne ela.
Adore a Deus, adore até que tudo em você se torne tudo Nele, e Jejue, para que as ligaduras da impiedade sejam quebradas, e sua carne seja mortificada, essas práticas vão te levar a terra prometida, a terra do "esta feito", do descanso, lá onde todas as suas necessidades estão saciadas, e a sua vida é uma com Ele.

Leonardo Lima Ribeiro

domingo, 17 de setembro de 2017

Ande no Espírito


Neste livro (minamd.org.br/pdf/minamd_aeap.pdf) eu descrevi a capacidade do Espírito
Santo, ao operar em nosso interior para nos proteger dos enganos e nos ajudar a programar o nosso espírito com aquele plano especial que Deus separou para nós. Algumas vezes, sinto-me como uma voz que clama no deserto, “Ore, por favor, ore!” Por muito tempo tenho clamado, pois Deus me ordenou pregar sobre como andar no Espírito e como não cumprir as oposições e desejos da carne. Tenho sido fiel nesta tarefa, o máximo possível.

Deus deseja nos tirar de um andar dominado pela carne, colocando-nos em um andar de filhos e de
maturidade. Esta é a prioridade Dele, e uma opção sua. Você precisa escolher aceitar a liderança do Espírito Santo. Você precisa escolher andar fora de uma vida dominada pela carne e dentro de uma vida dominada pelo Espírito. Assim como Deus me ensinou, eu ensinei a você que uma das maiores chaves para este caminhar no Espírito é a edificação que vem para uma pessoa que passa um período qualquer de tempo orando no Espírito Santo.

Então, você vai orar em línguas um pouco mais do que costumava? Muito mais? Se você for, então prepare-se, meu amigo, porque você tomará seu lugar na história! Você encontrará a compaixão de Deus. Você encontrará o Seu poder. Você encontrará o Seu plano. O tempo é curto, então não atrase a sua aventura em desvendar os maiores mistérios de todos os tempos – a mente de Deus para a humanidade, para a sua geração e para a sua própria vida!

Pr. Dave Roberson 

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Deus Não Pode Derramar Sua Glória Em Um Povo Não Purificado


Por que Deus quer nos libertar de tudo que nos atrapalha e nos amarra em nossas vidas? É obvio, Ele
A Progressão Divina Para o Amor Ágape quer nos libertar para que possamos ser abençoados. Mas também, Deus quer que sirvamos a humanidade. Ele quer que sejamos livres do pecado para que
possamos trazer o perdido para Jesus, motivado pelo amor ágape de Deus. Temos uma Grande Missão a ser cumprida: E disse-lhes [Jesus]: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura (Marcos 16:15).

Deus quer que sejamos cheios de sabedoria e livres de pecado para que possamos oferecer às pessoas a verdade em amor. Veja, Deus quer um avivamento nesta Terra. Você não precisa persuadi-Lo. Ele não está sentado em Seu trono, dizendo “Ah, Eu gosto de sentar em Meu trono e olhar as pessoas irem para o inferno. Eu não estou a fim de ter um avivamento. Estou com dor de cabeça e não quero mover no Meu Espírito”. Não, Deus não é assim. Ele está buscando constantemente por pessoas a quem Ele pode provar ser forte.

Ele quer derramar sua unção desesperadamente nas pessoas com o propósito de um avivamento.
Mas, Ele sabe que quando fizer isto, Satanás virá com um “processo de limpeza” que põe aqueles que estão operando no poder de Deus sob uma pressão intensa. Os que não aguentarem os ataques do diabo vão desejar nunca terem nascido! Então, Deus derrama sua glória em uma medida e aquela glória satura nosso ser. Mas, a única parte que é produtiva é aquela que não está sendo comida pelos
galhos mortos não aparados em nossas vidas.

É por isso que é tão crucial nos entregarmos continuamente à operação de purificação do Espírito
Santo – não só por nossa causa, mas por causa de um mundo perdido e morto.

Pr. Dave Roberson 

domingo, 10 de setembro de 2017

As Línguas Cessarão


Então, o objetivo é o amor ágape, e a maneira de atingir maturidade espiritual para andar nele é a oração em línguas para a edificação pessoal. Note o que Paulo diz em Primeira Coríntios 13:8:
O amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará. Embora o amor ágape seja eterno, as línguas cessarão quando deixarmos esta Terra. O amor cruzará a barreira da morte e irá para o Céu com você. Mas, você não precisará falar sobrenaturalmente em nenhuma das línguas desta Terra quando você estiver no Céu. A variedade das línguas cessará.

A única língua que você falará é a língua comum do Céu. Você será capaz de se aproximar de qualquer pessoa e manter uma conversa com perfeita clareza. Eu me lembro de ouvir um ministro famoso falar sobre uma visitação que teve do Próprio Jesus. As testemunhas dizem que ele parecia estar olhando para algo que eles não podiam ver, falando em uma língua desconhecida. Ele parecia estar tendo uma conversa com alguém, porque falava em línguas por um momento e parava como se estivesse ouvindo uma resposta. Mais tarde, as pessoas que participaram do culto descobriram que o ministro havia tido uma visão na qual Jesus falou com ele.

O pregador ouvia a língua desconhecida que Jesus falava como se fosse inglês e então respondia para Jesus em línguas. Os dois estavam tendo uma conversa na língua do Céu. Então, o tempo para conseguir os benefícios da oração em línguas é agora, não depois que você morrer e for para o Céu. Deus deu a você este dom para ser usado nesta vida em seu benefício. Mas, este dom precioso não lhe trará benefícios a menos que você permita que o Espírito Santo crie Sua linguagem sobrenatural em seu interior e fale-a com sua boca.

Você precisa se entregar à oração em línguas para que o Espírito Santo possa purificá-lo e edificá-lo
na sua fé santíssima, mantendo-o no amor ágape de Deus.

Pr. Dave Roberson 

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Após a Purificação, Paz


Nos últimos anos, uma paz profunda, indescritível e que supera todo o entendimento tem crescido em meu coração. Eu encontrei um lugar no Santo dos Santos, em meu espírito, onde eu experimento uma comunhão constante com o Próprio Príncipe da Paz. Lá, neste lugar secreto, Ele tem me explicado revelações que há anos eu queria entender. Esta paz é uma arma agressiva contra o inimigo porque nada me fez mais incontrolável para o diabo.

Quando esta paz começou a dominar a minha vida, as preocupações, os medos e as intimidações se entregaram. Aqueles feitos da carne literalmente morreram sob o poder desta paz. Firmado, fortificado e Fundamentado Se você me perguntasse há anos atrás, “Irmão Roberson, você está pedindo o quê para Deus?”. Eu teria respondido, “Eu quero apenas ser usado por Deus. Quero
que Ele seja capaz de me ungir para trazer um grande avivamento.” “Eu quero o tipo de avivamento em que cinqüenta surdos e mudos sejam trazidos ao culto e o poder de Deus encha aquela ala até que eles pulem e gritem, ‘Eu posso ouvir! Eu posso falar!’ Então, aqueles que forem curados infiltrarão a cidade.

Em dez dias, a cidade inteira vai querer vir aos cultos e o avivamento começará! É isto que eu quero!” Então, se você perguntasse, “Você acha que consegue agüentar este tipo de unção, irmão
Roberson?”. Eu diria, “Sim, consigo. Tudo o que o Senhor precisa fazer é dá-la a mim e eu lhe mostrarei!”. Mas, então, o diabo começou a lutar contra este avivamento que eu estava desejando. Em cada ataque, eu ficava agradecido pela paz sobrenatural que me sustentava. Depois de sofrer um pouco, as impurezas começaram a vir para a superfície. Eu dei uma boa olhada em umas grandes falhas e disse ao Senhor, “Tudo bem, Deus de toda graça. Eu vejo o que Você está tentando purificar
em minha vida. Eu vou me ajustar”.

Será que Deus esperou e me deixou sofrer um pouco? Sim, mas porque eu estava pedindo a Ele que me usasse e Ele disse, “Estas coisas impedem você de ser usado por Mim”. Quando eu perguntei a Ele por que Ele não havia me libertado das minhas lutas no primeiro dia, Ele disse, “Porque você não acreditava que estas coisas estavam entre você e Eu no primeiro dia”. Mais tarde, eu entendi melhor porque Deus respondeu a minha oração pelo avivamento daquela maneira. Ele precisava mortificar tudo no meu caráter que havia dado a Satanás uma base através da intimidação e do medo.

Senão, bem no meio do avivamento, em um momento oportuno, o diabo iria expor aquelas fraquezas
e usá-las contra mim. Mas, ao invés disto, Deus interveio com Sua graça para me firmar, fortificar e fundamentar através do processo de purificação da oração em línguas. Eu estava até pronto para mais purificação para obter o amor ágape quando tudo já havia acabado. A verdade é que a purificação não me incomoda mais devido ao grau de paz que eu atingi ao me entregar ao Espírito Santo neste processo durante anos.

Além do mais, eu sabia que Deus queria me exaltar acima de todas as minhas tribulações confusas. Não é culpa Dele se eu preciso permanecer no fogo até que consiga ver toda carne que ainda opera em minha vida. Eu agradeço a Deus por cada uma de minhas fraquezas que é exposta pelo tormento ao meu redor. Eu quero que o Deus da graça intervenha e lide com estas fraquezas. Eu não quero continuar vivendo com fraquezas não purificadas, passando pelo mesmo sofrimento e pelo mesmo tipo de tribulação, ano após ano, porque não estou ciente de que elas existem. Eu não quero tomar o meu lugar na história como um dos que falhou. Eu quero me purificar para que Deus possa mandar o avivamento!

Eu estou muito faminto por Deus para apenas sentar na igreja, pagar meus dízimos e esquentar o
banco todo domingo ou quarta-feira. Eu desejo muito o máximo Dele para passar a semana inteira no campo de golfe e depois ir para o púlpito com um discurso intelectual para agradar as pessoas.
O avivamento está esbravejando em meu espírito. Eu não quero permanecer em uma área neutra até que o diabo venha e roube o que eu tenho, fazendo de mim um pregador de nome, mas longe de conseguir pregar até mesmo sobre oração. Se a oração em línguas e jejum fazem com que as
minhas impurezas apareçam, que assim seja. Se a progressão para o poder inclui a oração em línguas para me edificar sobre um andar carnal e dominado pelos sentidos, então, vamos em frente.

Se o caminho mais excelente para atingir o máximo de Deus é buscar o amor ágape, então vamos fazer isto, Deus da graça, purifique tudo em mim que me impede de andar no amor! Se o meu sofrimento é requerido até que eu veja o problema, não importa, porque eu quero ser firmado, fortificado e fundamentado. Eu quero experimentar ondas cada vez maiores da glória de Deus!

Contudo, eu decidi que não estou esperando por um teste ou tribulação para revelar as minhas fraquezas. Eu descobri que orar segredos divinos e mistérios no Espírito Santo faz com que a candeia acesa do meu espírito humano renascido brilhe cada vez mais forte, iluminando todos os meus lugares escuros que precisam ser purificados. Se eu me entregar à operação do Espírito Santo,
aquelas fraquezas aparecerão por si só, sem nenhuma tribulação difícil. Isto é que é o crescimento e a
edificação, a propósito, apenas porque eu quero!

Pr. Dave Roberson 

domingo, 3 de setembro de 2017

A Minha Purificação Na Busca pelo Amor Ágape


Aqueles seis níveis são a progressão passo a passo que Deus usa para nos ajudar a ir a um lugar de
maturidade espiritual onde o amor ágape é uma maneira de viver. Durante esta progressão, a operação de purificação do Espírito Santo continua. Como eu sei disto? Porque o Espírito Santo ainda está no processo de me purificar. Eu tenho orado e buscado a Deus por mais de duas décadas para entender
o preço do avivamento e do caminhar em Seu poder. Durante este tempo eu já tive visitações maravilhosas de Deus. Entretanto, já sofri ataques do diabo logo após uma visitação divina e me encontrei no meio do caminho antes de poder voltar e pará-lo!

O Espírito Santo usou estas horas difíceis para que eu olhasse para mim mesmo, e não gostei do que vi. Foi após um destes ataques do inimigo que o Espírito Santo me levou à Primeira Pedro 5 para me ajudar a entender o que eu estava passando. Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte, Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar. – 1 Pedro 5:6-8

Qual é o preço do avivamento? O Espírito Santo me levou a esta passagem da Bíblia e disse, “Este é o preço”. Veja, o diabo está procurando por pessoas que podem ser “devoradas”. De acordo com este versículo, as pessoas que se encaixam nesta categoria são aquelas que não se livraram dos seus cuidados, lançando-os sobre o Senhor. Elas alimentam os seus cuidados; banham-se em suas preocupações; deixam com que suas ansiedades passeiem em suas emoções até que um morrinho se torne uma montanha imóvel. Assim, elas se tornam uma presa vulnerável, que pode ser facilmente devorada pelas estratégias do inimigo.

Mas, Pedro diz, “Lance todos os seus cuidados sobre Deus. Isto é um ato de humildade. É um ato do poder do Espírito Santo.” ‘Depois de Terdes Sofrido Por Um Pouco’ Então, Pedro diz nos versículos 9 e 10: Resisti-lhe firmes na fé, certos de que sofrimentos iguais aos vossos estão se cumprindo na vossa irmandade espalhada pelo mundo. Ora, o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, DEPOIS DE TERDES SOFRIDO UM POUCO, ELE MESMO VOS HÁ DE APERFEIÇOAR, FIRMAR, FORTIFICAR E FUNDAMENTAR.

Quando o Espírito Santo me levou pela primeira vez a esta passagem, eu pensei, O que as aflições podem cumprir em um crente? Eu não conseguia entender por que o Deus de toda graça iria permitir que sofrêssemos por um pouco. Eu perguntei ao Senhor, “Por que você não me
libertou de tudo quando o diabo estava tentando me devorar e as aflições tentando tomar conta de mim? Por que você deixou com que eu sofresse por um tempo antes de me ajudar a superar esta situação?”.

Agora eu posso lhe dizer exatamente por que precisei passar por aflições e perseguições. Estas
tribulações fazem com que as suas impurezas flutuem na superfície à medida que você progride para uma vida no amor ágape. Nada pode expor estas impurezas com mais rapidez. Note que você não é o único passando por esta experiência desconfortável. As mesmas aflições estão sendo cumpridas por cristãos em todo mundo. Todo crente que deseja andar com Deus irá, alguma hora, em algum ponto, experimentar a operação de purificação que acontece durante um teste ou tribulação difícil. Contudo, é importante entender que Deus não manda testes e tribulações para você. Ele disse que Satanás é aquele que vem para devorar através dos cuidados, preocupações e medos.

Mas, quando o diabo o envolve em um conflito e faz com que as suas áreas fracas sejam expostas, Deus espera que você use o poder da Sua Palavra para soldar com a verdade aquelas áreas fracas para que elas fiquem fortes. Estas horas difíceis de tribulação trouxeram para a superfície coisas que precisavam ser purificadas em minha vida para que Deus pudesse me firmar, fortificar e fundamentar. Eu não entendia porque Deus estava deixando que eu sofresse por meio daquela tribulação naquela época, mas eu entendo agora. Eu tenho visto o fruto da operação de purificação Dele em mim.

Pr. Dave Roberson 

domingo, 27 de agosto de 2017

A Progressão para o Amor Ágape


Como vimos em Primeira Coríntios 12:28, o governo de Deus começa com a função do poderoso apóstolo, a primeira operação, e com as variedades de línguas, a oitava e final operação de Deus. Então, em Primeira Coríntios 13:1-3, Paulo trocou a ordem. Ainda que eu fale as línguas dos homens
e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine, Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei.

E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará. Começando com a oitava operação, a das variedades de línguas, Paulo nos leva a seis fases, através da fé de mover montes e da entrega total, até o amor ágape. Pela predominância do assunto do amor ágape em Primeira Coríntios 13, perdemos a seqüência ou a progressão passo-a-passo que nos leva aos seis níveis de maturidade espiritual para finalmente nos entregar ao amor ágape.

Nesta altura, você pode estar dizendo, “Certamente eu gostaria de ver a ordem trocada da qual você está falando, irmão Roberson”. Bem, vamos pegar os três primeiros versículos de Primeira Coríntios 13, frase por frase, e desvendar o que Paulo estava realmente dizendo. Ao fazermos isso, descobriremos a progressão divina para o amor ágape.

Seis Passos para a Maturidade Espiritual Existem seis níveis distintos de maturidade espiritual listados nestes três primeiros versículos que o Espírito Santo trabalhará na vida de qualquer crente
que passar seu tempo orando no Espírito Santo. Nível Um: Vejamos novamente o versículo 1:
Ainda que EU FALE AS LÍNGUAS DOS HOMENS E DOS ANJOS, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. Quando recebemos o batismo no Espírito Santo e
começamos a orar em línguas, isto automaticamente nos qualifica na maturidade espiritual do primeiro nível, o acesso ilimitado às línguas.

O termo “línguas dos homens” refere-se à capacitação sobrenatural do Espírito Santo em pregar
em qualquer língua na face da Terra da qual nós nem temos conhecimento prévio. As “línguas dos anjos” referem-se à linguagem usada no Céu. Eu acredito que a maior parte do tempo estamos falando a linguagem dos anjos quando oramos em línguas, para nos edificar e orar os mistérios do plano de Deus para nossas vidas. Este versículo não está desmerecendo as línguas em benefício do amor. Em essência ele está dizendo: Mesmo que eu seja batizado no Espírito Santo e tenha a habilidade de falar em outras línguas, não haverá efeito algum, a menos que eu comece a empregar este dom para me edificar em minha mais santíssima fé, orando no Espírito Santo e me guardando no amor de Deus (Judas20, 21).

Existem multidões de congregações de igrejas que foram batizadas no Espírito Santo e que falam em
línguas, no entanto, as pessoas estão cheias de contenda e falta de perdão. Eu, pessoalmente, já conheci pessoas, que supostamente são cheias do Espírito, destruírem uma outra pessoa rapidamente.
Então, uma pessoa pode falar em línguas, mas estas línguas não o beneficiarão a menos que ela se entregue ao trabalho de purificação do Espírito Santo que irá levá-la ao amor ágape. É impossível orar em línguas por períodos extensos e não experimentar mudanças.

Nível Dois: Então o versículo 2 diz: Ainda que eu tenha o DOM DE PROFETIZAR, e CONHEÇA TODOS OS MISTÉRIOS e TODA A CIÊNCIA; ainda que eu tenha TAMANHA FÉ, A PONTO DE
TRANSPORTAR MONTES, se não tiver amor, nada serei. De alguma maneira a oração em línguas produz em nós o segundo nível de maturidade, que é o uso do dom de profetizar. Ao orar os mistérios de Cristo em seu espírito, Deus começa a respondê-los. De repente, o Espírito Santo se concentra em um daqueles mistérios, tira-o do seu espírito e o revela ao seu intelecto para que você possa liberá-lo através da profecia.

Nível Três: Ao continuarmos a orar em línguas atingimos o terceiro nível da maturidade espiritual
através do entendimento de segredos divinos ou mistérios. Nível Quatro: A revelação destes mistérios se tornará viva e começará a operar em seu espírito, produzindo em nós o entendimento e acúmulo do conhecimento, o quarto nível da maturidade espiritual. De alguma maneira então, enquanto os mistérios de Cristo estão sendo revelados a mim – o mistério da cura, o mistério da justiça, o mistério do amor – eu começo a levantar colunas em meu espírito. Ao orar mistérios diante do Pai, Deus responde aquelas orações através de uma transferência sobrenatural de discernimento divino. Todas as vezes que o Espírito Santo me faz entender um mistério, mais um pilar daquela superestrutura é levantado.

Um pilar é levantado com a revelação da justiça, outro com a revelação da paz e outro com a revelação do amor ágape. Finalmente, todo edifício é formado através da oração dos mistérios no Espírito Santo. A combinação destes segredos divinos revelados ao meu espírito é que, com o tempo, constrói uma biblioteca inteira de conhecimento, um edifício cheio de revelação de Jesus no interior de meu espírito. E sempre que eu quiser, posso pegar um destes volumes nesta biblioteca!

Nível Cinco: Então, os mistérios são orados em colunas, mas, o edifício construído é o conhecimento. O entendimento de todos estes mistérios, que preenchem a sua biblioteca interior de conhecimento, é que produz a capacidade para a fé que move montes em seu coração, ao você ser transformado pela Palavra de Deus. Este é o quinto nível da maturidade espiritual. A combinação da oração no Espírito Santo e a meditação na Palavra de Deus é que produz o tipo de fé que move montes. Por quê? Porque a fé vem por ouvir a Palavra de Deus e o Espírito Santo é Aquele que nos dá o discernimento divino da Palavra através da linguagem sobrenatural das línguas. Neste nível, Jesus disse que nada será impossível para você!

Nível Seis: Primeira Coríntios 13:3 nos dá o sexto nível da maturidade: E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se
não tiver amor, nada disso me aproveitará. De alguma maneira a nossa oração em línguas irá
ajudar a produzir em nós a capacidade de dar com o amor ágape. Eu sempre imaginei como uma pessoa pode dar todos os seus bens para alimentar o pobre e entregar seu corpo para ser queimado, mas não possuir o tipo de amor ágape. Então, o Espírito Santo me revelou a resposta. Alguns cristãos vivem da exaltação própria, divulgando o que dão. Eles até mesmo sentem prazer em sacrifícios extremos – principalmente o tipo de sacrifício que coloca a sua humildade em público para ser admirada por homens.

Muitos já fizeram até o sacrifício de perder suas vidas por razões erradas. Eu, finalmente, comecei a entender que às vezes é muito mais difícil trabalhar pelo Evangelho, entregando toda a sua vida, do que morrer e ir ao Céu para ficar com o Senhor. O amor ágape prefere ser um sacrifício vivo a um mártir morto. Envergonho-me quando penso em todas as vezes que fiz uma oferta por causa dos desejos de minha carne. Não foi culpa do pregador. Eu é que vi o “cadillac” em minha mente e dei a ele o meu dinheiro para ter certeza de que ganharia o carro. Mas, a Bíblia diz que se eu não
der com o amor ágape, nada me aproveitará.

Contudo, quando o amor ágape se torna a base das nossas doações, Deus não nos desapontará, pois o Amor nunca falha.

Pr. Dave Roberson 

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Amor Ágape Somente Pela Força de Vontade?


Jamais caminharemos no amor ágape, na plenitude de Deus, pela nossa própria força de vontade. Por
exemplo, você já percebeu que as pessoas são agradáveis com as outras somente até o momento que elas não ultrapassam os limites? Então elas dizem, “Suma! Suma daqui!”. Elas cedem até um limite, usando sua força de vontade – e quando se ultrapassa esse limite, a capacidade de serem agradáveis acaba! É fácil fantasiar sobre o amor ágape. Podemos até citar, “Ainda que eu dê o meu corpo para ser queimado e distribua todos os meus bens aos pobres, mas se não tiver amor....” Mas, existe uma luta mortal para sobrevivermos em um mundo, onde as pessoas tentam destruir umas as outras, enquanto o diabo destrói a todos.

O prospecto de andar no amor ágape não parece ser tão agradável e fácil lá fora como é na igreja enquanto estamos debaixo da unção. Você quer ser exatamente como Jesus? Você pode dizer, “Ah, claro, eu quero ressuscitar os mortos, ser o líder de uma grande organização e me tornar o melhor
pregador do mundo. Ah, sim, eu quero ser exatamente como Jesus”. Tudo bem, então, Jesus diz para não dever nada a ninguém a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros (Rm. 13:8).
O que isto significa? Bem, não importa quantos pagamentos eu faço em minha dívida de amor por você, eu posso nunca pagar esta dívida por completo.

Você bateria em minha face e eu daria a outra para bater. Você poderia me caluniar e eu oraria por você. Você poderia me odiar e eu faria o bem a você. Estas são todas as descrições do amor ágape. Não importa quantas vezes você me fizer mal e eu lhe retornar um pagamento de amor, o amor ágape sempre me colocará em débito. Outra coisa sobre Jesus – Ele não procura o Seu próprio interesse. E Ele diz que se um homem processar você por causa do seu carro, você irá dar o carro a ele com o tanque cheio, polido e o motor regulado.

Então diga ao homem, “Estou fazendo isto a você em Nome de Jesus. Eu quero que você saiba que você não tirou isto de mim, porque a única coisa que é tirada de mim é o que Deus permite. E se Ele permite, eu estou semeando em você. Eu estou semeando este carro a você, polindo, regulando o motor e enchendo o tanque com gasolina. O diabo não está roubando nada de mim.” É bom admirar alguém que anda no amor ágape fazendo tal coisa. Mas, como você consegue aquele lugar
em seu andar no espírito? É melhor você aceitar isto – você não conseguirá ter o amor ágape a menos que você encontre uma maneira de deixar o Espírito Santo purificá-lo de qualquer coisa que seja contrária ao amor ágape em sua vida. Se eu fosse você, eu O deixaria agir!

Pr. Dave Roberson 

domingo, 20 de agosto de 2017

Aprendendo a Odiar Todos os Empecilhos


Então, ao invés de responder imediatamente as minhas orações fervorosas e intensas por uma unção que traria um avivamento, Deus me mandou buscar o amor ágape com a mesma intensidade e fervor. Ele me assegurou que, ao buscar o amor, também estaria buscando o seu poder de uma maneira mais excelente.Comecei a buscar o amor ágape e aprendi a odiar aquelas coisas que estavam erradas em minha vida com mais fervor do que antes. Era uma raiva divina que precedia a purificação.

Veja, quando você chega ao lugar onde odeia com intensidade aqueles erros que o impedem de um andar mais próximo com Deus, você irá finalmente tomar uma decisão. Na busca por um caminho mais excelente, eu determinei que me adaptaria ao tipo de amor ágape. Mas, os meus esforços pareciam atingir os resultados opostos. Quanto mais eu aprendia sobre o amor, mais o meu conhecimento detectava as coisas erradas que estavam em minha vida. Fiquei em estado de falta de
esperança e acreditava que eu era a criatura mais miserável, que jamais poderia andar no nível do amor ágape descrito em Primeira Coríntios 13.

Eu não entendia que o Espírito Santo estava trazendo à superfície tudo o que o diabo poderia usar
para me destruir em minha busca pelo amor ágape, a fim de me purificar. Era tudo parte de um processo que ajudava a me entregar o suficiente a Deus para me equipar completamente à função a que Ele me chamou. Eu também não sabia sobre a progressão para o poder, descrito neste mesmo capítulo, que me levaria para o amor ágape, o qual estava buscando.

Não se Aprende o Amor Ágape da Noite para o Dia.Veja, todos nós pregadores adoramos pregar sobre o capítulo 13 de Coríntios. Adoramos nos especializar no tipo de amor ágape.
O amor ágape não se comporta de maneira imprópria. Não busca seus próprios interesses, não pede recompensas ou prêmios por serviços feitos. Não é dado baseado nas reações de uma pessoa. Não se exaspera com facilidade. Não se ressente do mal. Não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo espera, tudo crê, tudo suporta. Este amor nunca falha; você o levará para o Céu com você. As línguas cessarão. As profecias cessarão. A ciência passará. Você não precisará de nenhum deles. Mas, você irá passar pela fronteira celestial e entrará na Presença de Deus com o amor ágape.

Ah, sim, nós pregadores adoramos falar sobre o amor ágape. Usamos as palavras gregas; criamos uma imagem de um cristão perfeito que não se exaspera com facilidade. Então, no dia seguinte aconselhamos alguém, “Oh, sim, você tem os seus direitos. Processe-os!”. Deus, ajude-nos! Nós nos entretemos tanto neste assunto do amor em Primeira Coríntios 13 que perdemos a seqüência do poder que nos leva até ele! Pensamos que podemos pregar sobre o amor ágape em um dia e no dia seguinte todos os que ouviram a mensagem serão perfeitos e bons uns com os outros. Eles não mais agirão de maneira errada. Não haverá mais críticas, calúnias, brigas ou desprezo.

Dizemos às pessoas, “Vocês não deveriam fazer este tipo de coisa”, e então presumimos que todos irão automaticamente parar. Por que presumimos isto? Parece que a maioria de nós pregadores nascemos ontem! Quando você começa a entender tudo o que o amor ágape engloba, você percebe que a maioria dos cristãos não anda neste tipo de amor no dia-a-dia. A maioria nunca andará. É difícil de se adaptar a este tipo de amor se você ainda tem um centímetro de carne que não foi mortificado.

Uma coisa é pregar sobre este amor ágape e dizer que uma vez que nos adaptarmos a ele, nunca
falharemos. Mas, outra coisa é entender o processo pelo qual nos adaptamos a este tipo de amor.

Este processo é o que não assimilamos. É uma progressão através da edificação das línguas que nos leva a um lugar no Espírito onde finalmente somos fortes o suficiente para nos entregar totalmente ao amor ágape.

Pr. Dave Roberson

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

A Purificação Antes do Poder


Com grande intensidade, eu busquei a Deus por anos, a fim de obter os dons que me equipariam para o meu chamado. Eu orava, “Oh, Senhor, por favor, me use com o Seu poder. Eu jejuarei e orarei – farei tudo o que eu tenho que fazer para que Você possa mover através de mim com o Seu poder!”.

Veja, desde o dia em que nasci de novo, o chamado de Deus dominava o meu interior. Toda vez que eu me perdia no Espírito Santo ao orar, eu via o Espírito se movendo em avivamento. Eu via pessoas correndo ao altar para serem salvas e grandes milagres acontecendo em todos os lugares, como membros crescendo e olhos aparecendo em orifícios oculares vazios.

Esta visão me segue; sempre quando eu entro no Espírito eu a vejo. É uma força que me dirige. E eu determinei que continuarei me entregando ao Espírito Santo até que um dia eu veja com os meus próprios olhos a Presença de Deus se movendo em minha vida e em meu ministério com uma glória magnífica, além do que eu possa imaginar. Então, por anos eu busquei a Deus verdadeiramente
– suplicando, jejuando e orando por uma unção poderosa o suficiente para causar um grande avivamento. Mas, posso testificar agora que, se Ele houvesse me dado o que eu estava desejando, eu teria sido destruído.

Havia erros e falhas de caráter que ainda precisavam ser purificados. Se Deus houvesse me dado o poder antes da purificação, minha vida e meu ministério teriam sido destruídos. Este foi, na realidade, o caso de muitos homens de Deus no passado. Eles buscaram a Deus e ao Seu poder com muita intensidade, mas, então, fraquezas escondidas começaram a aparecer quando eles se entregaram às estratégias enganosas do inimigo. Por exemplo, Alexander Dowie foi tão usado no poder milagroso de Deus na virada do século que foi capaz de formar uma cidade de inteira chamada Zion fora de chicago com dez mil servos. O poder de Deus operando através do ministério de Dowie causou um grande avivamento. Mas, com o tempo, Dowie começou a acreditar que ele era o próximo Elias. Este engano trouxe a queda do seu ministério.

Pr. Dave Roberson 

domingo, 13 de agosto de 2017

Procure Com Zelo o Amor Ágape


Para descobrirmos mais sobre o papel da oração em línguas em nos levar a uma revelação mais profunda do amor ágape em nossas vidas, vá para Primeira Coríntios 13, o grande “capítulo do amor” na Bíblia. Primeiro, olhe para este capítulo em contexto com os capítulos que o cercam. Primeira Coríntios 12 é um capítulo maravilhoso que lida com a erradicação da ignorância com respeito aos dons espirituais, operações e governo de Deus.

O capítulo 14 é a explicação mais fenomenal das forças espirituais que pertencem à oração
em línguas. Paulo vai de uma explicação do governo de Deus para uma explicação da operação do Espírito e das línguas. Então, ele coloca Primeira Coríntios 13 entre estes dois capítulos. Mas, primeiro, ele faz uma declaração profunda: Entretanto, PROCURAI, COM ZELO, os melhores dons. E eu passo a mostrar-vos ainda UM CAMINHO SOBREMODO EXCELENTE. – 1 Coríntios 12:31
Em essência Paulo estava dizendo, “Quero mostrar a você um caminho mais excelente. Se você quiser poupar o seu tempo de problemas, então, você precisa procurar com zelo, ou ansiar, por este tipo de amor ágape com tudo o que você tem, da mesma maneira que você anseia pelos melhores dons”.

Quão importante é buscar o amor ágape? Paulo faz esta declaração em Primeira Coríntios 13:13:
Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor [ágape], estes três; porém o MAIOR DELES É O AMOR. Se eu tivesse que escolher, provavelmente diria que a fé é a maior coisa que existe e depois a esperança. A esperança corresponde ao tempo que você passa se alimentando com a Palavra de Deus, até que a sua fé se manifeste. Mas, Paulo diz, “Maior que a fé e maior que a esperança é o amor ágape que se renuncia”. Isto significa que não existe nada mais importante em sua vida, para ansiar e desejar verdadeiramente, do que o amor ágape. “Procurar com zelo” ou “ansiar” neste versículo é tão forte em seu significado como a palavra “cobiçar” nos Dez Mandamentos, onde está escrito, “Não cobiçarás a mulher do teu próximo” (Ex.20:17). Cobiçar é usado em sentido negativo e significa um desejo tão poderoso que consome um homem, fazendo com que ele busque incessantemente o que anseia, até que isto domine todo o seu caráter.

Mas, “ansiar” é usado em um bom sentido, e significa buscar algo que Deus quer que você tenha, com o coração faminto, até que você o obtenha. Nunca tive problemas para ansiar verdadeiramente
pelos melhores dons. Tenho jejuado e orado – tenho feito tudo que sei para ser qualificado a fim de que Deus me use. Então, foi um choque para mim quando Deus falou em meu espírito, dizendo, “Deseje os Meus dons com tudo o que está em você. Mas eu lhe mostrarei um caminho mais excelente para que você anseie pelos melhores dons”.

Eu disse, “Deus, Você tem a audácia de dizer que depois que passei a minha vida jejuando, orando e ansiando pelo o que Você tem de melhor, Você me mostrará um caminho mais excelente?”. A resposta para esta pergunta foi sim; Deus realmente teve a audácia, e sim, Ele iria me mostrar
um caminho mais excelente. Na versão original da epístola de Paulo aos Coríntios não existia uma divisão entre os capítulos 12 e 13. Então, assim que Paulo fez a declaração sobre ansiar pelos melhores dons e mostrar aos Coríntios um caminho mais excelente, ele introduziu o assunto do amor:

Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor... (1 Co.13:1). Em outras palavras, o caminho mais excelente para ansiar verdadeiramente pelos melhores dons é buscar o amor ágape com a mesma intensidade. Quando você fizer isto, você estará procurando e ansiando pelos melhores dons que Deus tem para você, da maneira mais poderosa possível. O que são “os melhores dons”? Bem, você foi chamado para preencher uma das oito operações de Deus. Para você, os melhores dons são aqueles que o qualificam para a função ou operação que você foi chamado para cumprir.

Pr. Dave Roberson 

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Alimentando a Semente do Amor Ágape Através da Oração


Embora Deus tenha plantado a natureza e força do amor ágape em seu espírito, Ele pode ser tão reprimido e dominado pelas emoções de sua alma que você pode até nem saber que Ele existe em seu interior. Mas, quando você ora em línguas, você ultrapassa a operação da alma física e joga um salva-vidas ao seu espírito. Logo, o processo de edificação começa a alimentar aquela semente do amor ágape em seu coração fazendo com que ela germine e cresça.

 A força do amor em seu espírito cresce e cresce até que um dia domina as emoções da sua alma ao invés de ela dominá-lo. Isto é o que significa retirar o homem velho e colocar o homem novo.
No sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, E vos renoveis no espírito do vosso entendimento, E vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade. – Efésios 4:22-24

O Amor Perfeito Lança Fora o Medo

Quando você se reveste do seu novo homem ao se entregar à Palavra e à oração, o Espírito Santo edifica, purifica e desenvolve o seu caráter através do seu espírito até que tudo o que você diz, pensa ou faz seja governado pelo amor ágape. Vamos ver Primeira João 4:17,18 para aprender mais sobre esta força poderosa. Nisto é em nós aperfeiçoado o amor, para que, no dia do Juízo, mantenhamos confiança: pois, segundo ele é, também nós somos neste mundo.

No amor não existe medo; antes, O PERFEITO AMOR LANÇA FORA O MEDO.
ORA, O MEDO PRODUZ TORMENTO; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor.
A palavra “nisto” aponta para o versículo seguinte, que nos diz como saber quando o amor está sendo aperfeiçoado em nós. Nisto é aperfeiçoado o amor de Deus em nós: O perfeito amor lança fora o medo, pois o medo tem tormento. Quando percebermos que estamos sendo purificados do tormento e medo, é que o amor está sendo aperfeiçoado em nós.

Por exemplo, se você decidisse me processar, como eu poderia usar de misericórdia com você se eu estivesse em medo e tormento com respeito ao resultado da situação? Mas, quando o amor é aperfeiçoado em mim, eu sei que não posso perder. Você pode pegar tudo o que eu possuo no momento, mas, Lucas 6:38 diz que o Meu Pai irá restaurar tudo de volta para mim, de uma maneira recalcada, sacudida e transbordante. Ele me dará mais do que eu tinha antes!

Qual é o sinal de que estou me aproximando de Deus e do amor ágape? Este é o sinal: Durante este percurso, estarei me livrando de tormentos e medo ao entrar no descanso e refrigério.
Eu costumava achar que o amor era um sentimento, mas não é. Eu costumava achar que o amor era um comportamento que me ajudaria a sobreviver quando eu estivesse lidando com o que não é amável. Mas não é um comportamento também. Dentro do amor ágape habita uma presença de paz.

Quando você se aproxima de Deus e o amor Dele é aperfeiçoado em você, aquela paz começa a dominar, enquanto o medo e o tormento perdem o controle. Este é o primeiro sinal de que você está sendo purificado do amor phileo para o amor ágape. Como um ministro, eu gostaria de poder abrir o seu coração e colocar o amor ágape em você com uma força que tiraria para sempre todo o tormento e medo que amaldiçoou sua vida. Eu entendo o processo pelo qual você pode atingir este objetivo, mas, tudo o que eu posso fazer é ensiná-lo sobre ele.

Eu posso martelar isso em seu intelecto. Na medida do possível, posso ensiná-lo com a unção de Deus diretamente para o seu espírito. Mas, não posso fazer com que este processo para o aperfeiçoamento do amor aconteça em sua vida. Contudo, se eu puder convencer você a se entregar à oração no Espírito Santo, então, você poderá fazer com que este processo comece em sua própria vida. Você começará a se edificar no seu homem interior através do poder do Espírito Santo.

Então, o Espírito Santo começará o processo de mortificação através da edificação do seu homem interior para purificar todas as inseguranças, intimidações, carnalidades e desejos que têm atrapalhado sua vida. É assim que o amor de Deus é aperfeiçoado em você. Na medida em que o Espírito Santo edifica a sua nova natureza, o tormento e o medo começarão a sair de você e você se aproximará do amor ágape.

Pr. Dave Roberson 

domingo, 6 de agosto de 2017

O Amor Ágape é Misericordioso


O amor ágape diz, “Seja misericordioso assim como seu Pai Celestial é misericordioso” (Lucas 6:36). Quão misericordioso é nosso Pai Celestial? Bem, você e eu estávamos perdidos e rumo ao inferno. Não tínhamos nada para dar em troca. Não tínhamos, absolutamente, nenhum direito de nos aproximar de Deus. Não éramos capazes de entrar na brecha por nós mesmos.

Mas, Deus teve misericórdia de mim e de você. Não merecíamos e não podíamos pagar Sua misericórdia; não tínhamos nenhum caminho para nos aproximarmos de um Deus infalível. Mas, Ele se aproximou de nós em Sua misericórdia. Ele percorreu aquele vazio com o sangue de Jesus. Então, como você pode obedecer à ordem de Jesus de ser misericordioso assim como o Pai é? Jesus proveu
a direção em Lucas 6:27-38.

Quando alguém tira a sua capa, dê-lhe também a sua túnica. Quando alguém te bate numa face, vire a
outra face. Quando alguém pega os seus bens, dê a ele mais do que foi pedido. Quando alguém maldisser você, ore por ele e o perdoe. Quando alguém odiar você, continue andando em amor.
Por quê? Porque você está tendo misericórdia desta pessoa. Você está preenchendo a brecha com o sangue de Jesus mesmo quando aquela pessoa não merece. Isto é o amor ágape!

O resultado de andar neste tipo de amor ágape é revelado em Lucas 6:38: Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão; porque com a medida com que
tiverdes medido vos medirão também. Jesus estava dizendo isto: “Se vocês forem filhos do
Altíssimo, que é misericordioso mesmo com o maligno e com o ingrato e dá o amor ágape aos outros, então, Meu Pai restaurará tudo o que vocês houverem perdido – de maneira recalcada, sacudida e transbordante.

Enquanto o ladrão está tirando o seu dinheiro pela porta de trás porque vocês usaram a misericórdia, Meu Pai estará na porta da frente com o amor ágape e restaurará abundantemente tudo o que vocês perderam!”. É por isso que o amor ágape não pode falhar (1 Co. 13:8)! Contudo, é mais fácil falar do que andar no amor ágape. Para muitos de nós, se alguém nos processasse, nossa primeira reação seria, “Ah é? Bem, pode me processar – você vai se arrepender!”.

Então, como atingimos aquele lugar no amor ágape onde somos misericordiosos assim como o Pai é? A Bíblia nos ensina que orar em línguas é a chave principal para nos purificar, ao passarmos por uma progressão de passos que nos levam ao tipo de amor ágape.

Pr. Dave Roberson 

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

A Progressão Divina Para o Amor Ágape


Eu considero ser a maior honra passar uma hora na Presença de Deus com a terceira Pessoa da Trindade, enquanto Ele cria uma linguagem sobrenatural no interior de meu espírito. Por quê? Porque a cada sílaba que eu falo naquela linguagem, o Espírito Santo está operando uma transformação milagrosa dentro de mim.Veja, há anos atrás eu pensava que as línguas para edificação pessoal estavam relacionadas restritamente com falar mistérios, segredos divinos e me edificar com revelação. Apenas mais tarde descobri que também tem a ver com a minha purificação, para que eu possa aprender a andar no amor ágape – o tipo de amor que não procura os seus interesses e renuncia a si mesmo em nome do próximo.

Amor Ágape versus Amor Phileo Eu não tenho maior objetivo na vida do que aprender como andar neste tipo de amor de Deus, então, quero conhecê-lo melhor: Eu conheço muito sobre o amor “phileo”, mas eu quero conhecer melhor o amor ágape. Eu me apeguei a Jesus, aquele que João revelou quando disse, “Deus é amor” (1 João 4:16). Jesus não nos ama apenas; Ele é Amor. Ele é incapaz de qualquer outra coisa a não ser o amor. É por isso que não O entendemos como deveríamos – porque não entendemos o amor ágape.

Geralmente não temos problemas com o amor phileo. Phileo pode ser um amor forte, mas possui seus
próprios interesses em jogo. É um amor mais condicional que diz, “Eu posso amá-lo se de alguma maneira você me trouxer prazer” ou “Eu irei amá-lo, mas, eu quero algo em troca”. A maioria de nós sabe como amar as pessoas com o amor phileo. Mas, nós não temos feito um bom trabalho em andar no amor ágape. O ágape é um amor que se auto-renuncia. É totalmente centrado nos interesses e no bem estar daquele que é amado. Por exemplo, o amor phileo pode me pôr em guerra porque eu amo meu país.

Eu posso até dar o meu corpo para ser queimado, em esperança de uma vida melhor para meus filhos. Eu sacrificaria minha vida no altar. Mas, se o amor ágape for para a guerra é por motivos mais relevantes. Eu posso ainda sacrificar minha vida para que meus filhos vivam livres de ameaças ou perigos. Mas, ao mesmo tempo eu penso no soldado inimigo. Minha oração é que a guerra pare e que meu inimigo nasça de novo em Cristo. Muitos casamentos são baseados no amor phileo e não no ágape. O casal se ama pelo que pode receber um do outro. Se os casamentos fossem baseados no amor ágape de Deus, que se renuncia, não haveria mais divórcios.

Pr. Dave Roberson 

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Meditação de Julho


"E era Abraão da idade de cem anos (mortificado), quando lhe nasceu Isaque seu filho."
(Gênesis 21:5)

"E Jacó (alma) beijou a Raquel (espirito), e levantou a sua voz e chorou.(Gênesis 29:11)
(Unção poderosa)

"Sirvam-te povos, e nações se encurvem a ti; sê senhor de teus irmãos, e os filhos da tua mãe se encurvem a ti; malditos sejam os que te amaldiçoarem, e benditos sejam os que te abençoarem."(Gênesis 27:29)

"E não vos pese coisa alguma dos vossos utensílios; porque o melhor de toda a terra do Egito será vosso." (Gênesis 45:20)

"Porém Abraão deu tudo o que tinha a Isaque;" (Gênesis 25:5)

"E chegou a um lugar onde passou a noite, porque já o sol era posto; e tomou uma (Cristo) das pedras daquele lugar, e a pôs por seu travesseiro, e deitou-se naquele lugar." (Gênesis 28:11)

"E todos os homens da sua casa, os nascidos em casa, e os comprados por dinheiro ao estrangeiro, foram circuncidados com ele." (Gênesis 17:27)

"Porque, para com Deus, não há acepção (parcialidade) de pessoas.
(Romanos 2:11)

"Ao acabar de falar com Abraão, subiu Deus de diante dele." (Gênesis 17:22)

"Também fez o azeite santo da unção, e o incenso aromático, puro, qual obra do perfumista."
(Êxodo 37:29)

Só Jesus é Senhor.
Que esse nome Santo seja exaltado em todas as nações.

Leonardo Lima Ribeiro 

quinta-feira, 13 de julho de 2017

O Ingrediente que Faltava: A Paz Sobrenatural


Eu não entendia como tudo isso funcionava até que, anos atrás jejuei e orei durante uma extensa época de busca. Eu estava procurando pela mudança na minha vida que faria a diferença. Eu queria algo que pudesse sentir com minhas mãos. Eu estava esperando que os anjos aparecessem ou que os céus se abrissem. Nada daquilo aconteceu, mas quando eu saí da época de busca, recebi algo que nunca tinha encontrado antes. Eu entrei em um grau de paz que eu jamais pude imaginar que existisse. Deus me pôs na Rocha para lá ficar!

Você pode perguntar, “Mas você não andou em paz sempre?”. Se tivesse me perguntado isso antes do jejum, eu teria dito, “Ah, sim!”, porque eu não tinha nada com o que comparar. Mas essa nova paz era diferente. Nada podia me atormentar! Essa paz era tão boa e estranha ao mesmo tempo.
Quando as coisas pareciam estar indo errado, eu descobri que eu podia gostar de esperar com paciência pela materialização do plano de Deus! Eu podia usar a minha responsabilidade em uma situação, sem levar o cuidado ou jugo dela. Então, através da oração e jejum, Deus me fez
entrar em uma paz que era uma força palpável, mantendo-me em uma posição para receber o Seu poder.

Ele falou com meu espírito sobre essa paz, dizendo, “Era isso que você estava procurando. Esse era o ingrediente que faltava”. Veja, as condições nesta Terra não vão melhorar. Jesus nos disse em Mateus 24 como serão os últimos dias: guerras e rumores de guerras, terremotos, angústias, perseguições, falsos profetas e o amor de muitos será mais frio que gelo. As tempestades da vida estão ficando cada vez mais violentas. À medida que o tempo passa, elas esbravejarão mais severamente. O jejum e a oração nos libertam da nossa natureza carnal e dão condição para que Deus nos preencha com o Seu caráter. À medida que a carne perde espaço, a paz de Deus pode começar a reinar em nossas vidas (Cl.3:15).

Nós passaremos de um nível de paz para outro. A nossa fé se tornará cada vez maior. Tudo isso está esperando por mim e por você. Somos capazes de muito mais que simplesmente vencer as crises
da vida. Cada um de nós foi criado para ser uma força nesta Terra para Deus – e a oração combinada com o jejum são os poderes gêmeos que nos ajudam a atingir este objetivo! Pois na quietude do Meu Espírito, a Minha voz é conhecida, e os Meus caminhos, Meus princípios e os Meus preceitos são
manifestos.

Pr. Dave Roberson

Então voe Comigo, diz o Espírito da Graça, pois sou Eu, não homens, que exaltarei
você e lhe darei seu lugar legítimo em Mim. Pois a paz será o fruto, diz o Espírito da
Graça, o fruto pacífico, quando você me dá aquele lugar legítimo. (Espirito Santo)

domingo, 9 de julho de 2017

Prepare-se Para as Táticas de Satanás


Ao orarmos e jejuarmos, não nos escondendo de nossa carne, libertamos os cativos. Vamos para Isaías 58:6: Porventura, não é este o jejum que escolhi: que soltes as ligaduras da impiedade, desfaças as ataduras da servidão, deixes livres os oprimidos e despedaces todo jugo? Geralmente, o primeiro cativo que precisa ser liberto é você mesmo. Quando a carne lida com a morte através do jejum passamos a ter mais liberdade para andar plenamente no Espírito. Uma vez que subimos a um lugar de maior maturidade espiritual, começamos a libertar as pessoas.

Lembre-se, é nesta hora que vamos chamar a atenção do diabo. Ele não quer que ninguém seja livre, e acabamos nos tornando uma grande ameaça ao seu reino das trevas! Você pode perguntar, “mas você não está chamando confusão?”. Não, eu não estou chamando confusão; estou me preparando para as estratégias de Satanás. A Bíblia nos diz que quando a Palavra é plantada de qualquer maneira, o diabo vêm roubá-la para que ela não produza fruto (Lucas 8:11-15).

Se nós não estivermos conscientes espiritualmente das táticas do diabo, teremos um despertar muito ruim. Seremos pegos de surpresa e o diabo terá uma oportunidade melhor para roubar de nós ou daqueles que amamos. Não estamos no Céu ainda. Estamos vivendo em um planeta que teve guerra declarada sobre ele. O diabo foi expulso do Céu e agora está ativo aqui na Terra. Ele não pode causar confusão no Céu, então usa o que tem de melhor para causar confusão aqui. Enquanto o diabo estiver ativo aqui na Terra, as tempestades continuarão a cair sobre as nossas casas.

Mas, com a mesma certeza que Jesus revelou que as tempestades virão, Ele também garantiu que se a nossa casa for construída sobre a rocha de ouvir e fazer o que Ele diz, o diabo não pode fazer nada para derrubar esta casa (Mt. 7:24-27). O inimigo não é poderoso o suficiente. Ele não tem o que é necessário para tirar a nossa casa da Rocha de Jesus Cristo. Quanto mais revelação sobre o plano inteiro de Deus recebermos, mais vitória teremos aqui na Terra. Quanto mais rápido nós chegarmos a um lugar em que estimamos as glórias do Céu como um prêmio maior do que os objetivos temporários e sem visão dessa existência terrena, mais poder estará operando em nossas vidas para a vitória nas batalhas aqui nesta Terra.

Pr. Dave Roberson 

quarta-feira, 5 de julho de 2017

O Jejum que Deus Escolhe


Para entender o tipo de jejum que Deus escolhe, temos que tomar um passo à frente e irmos a Isaías 58. Porventura não é este o jejum que escolhi? que soltes as ligaduras da impiedade, que
desfaças as ataduras do jugo? e que deixes livres os quebrantados, e despedaces todo o
jugo? Porventura não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres desterrados? e, vendo o nu, o cubras, e não te ESCONDAS DA TUA CARNE? – Isaías 58:6, 7

A última frase desta passagem da Bíblia foi a parte que eu não entendi. Eu pensei, Senhor, o que Você quer dizer quando diz que o jejum escolhido por Você é que eu não me esconda da minha própria carne? Eu me perguntei se Deus estava falando sobre a mesma coisa que Jesus disse em Mateus 6:17, 18: Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o rosto, Com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e sim ao teu Pai em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

Ou será que Deus estava querendo dizer em Isaías 58:7 o mesmo que Paulo em Primeira Coríntios 7:5 quando ele se dirigiu aos maridos e esposas? Não vos priveis um ao outro, salvo talvez
por mútuo consentimento, por algum tempo, para vos dedicardes à oração e, novamente, vos ajuntardes, para que Satanás não vos tente por causa da incontinência. Jesus ensinou sobre um jejum no qual precisamos lavar nosso rosto e continuar a vida do dia-a-dia, sem aparentar aos homens que estamos jejuando. Então Paulo ensinou sobre um jejum no qual podemos nos isolar em uma “montanha”, ou seja, nos dedicando completamente ao jejum e à oração.

Os dois tipos de jejum são ensinados na Bíblia. Mas, eu continuava não entendendo o que o Senhor
quis dizer quando falou para que eu não me escondesse da minha própria carne. Levei cerca de três anos de estudos e meditação para entender sobre o que Ele estava falando. O dia que você decide jejuar é o dia que você decide parar de se esconder de sua própria carne – de qualquer coisa em você que não se importa com o perdido, o pobre, o nu ou aqueles que não estão na casa de Deus.

É o dia que você decide parar de se esconder de qualquer barreira em sua vida que o impede de operar no poder de Deus. O dia que você decide jejuar é o dia que você decide parar de fugir de você mesmo. Jesus disse, “aquele demônio não saiu por causa da sua incredulidade”. Ele também disse, “aquele tipo de demônio sai apenas com oração e jejum”. E o que o jejum tem a ver com sua incredulidade? Ele executa a posição da carne declarada por Deus: Ela não tem o direito de dominar você. Ela não tem o direito de controlar você. Quando você vive um estilo de vida de jejum e
oração, não há nenhuma operação da carne que o diabo possa se apegar para destruir sua vida. É isto que Jesus quis dizer quando falou, “o príncipe deste mundo vem e ele não tem nada em mim” (João 14:30).

Por que isto é assim? Porque o jejum e a oração no Espírito Santo destroem aquelas obras carnais e liberam o poder de Deus em você. E, no momento que a operação da carne cai abaixo do nível da operação do Espírito, você recebe uma nova unção em sua vida e ministério.

Pr. Dave Roberson 

sábado, 1 de julho de 2017

4° Encontro O Pescador Sal da Terra Recife-PE


No dia 7 de setembro teremos o nosso 4° encontro de vida no Espirito, com o mesmo objetivo, edificar e manifestar o Reino de Deus, alinhar lideranças que Deus está levantando para mudar a realidade do nordeste e preparar o caminho do Senhor. Venha receber de Deus, edificação, e alinhamento para o propósito dos últimos dias.


O evangelho está sendo semeado através de lideranças, e essas lideranças precisam ser edificadas, somos pastores do ministério o Pescador Sal da terra de Recife, e filhos na fé do Pr. Célio Rosa, e servimos o corpo de Cristo com tudo aquilo que Deus coloca em nossas mãos. O alvo é alcançar os perdidos em toda terra, batizando-os, em nome do Pai, do Filho e do Espirito Santo


Você pode fazer parte de várias formas, vindo, orando e semeando, afim de que mais pessoas sejam salvas, batizadas e que aqueles que já são possam ser edificados até que alcancem a estatura do varão perfeito (Jesus). Para maiores informações veja nosso Whatsapp e e-mail no canto direito superior do blog. Dessa vez serão disponibilizadas apenas 25 vagas. queremos oferecer o máximo de conforto possível e o alvo é a salvação e batismo dos perdidos.

Data: 07 de setembro de 2017 
Local: Sitio Maná de Letras, Chã Grande-PE 

Pr. Leonardo Lima Ribeiro 

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Meditação de Junho


"Amaste a justiça e odiaste a iniquidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria mais do que a teus companheiros." (Hebreus 1:9)

"Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino." (Hebreus 5:13)

"Quando você for tão improvável para ser usado; é ai que eu te usarei" (E. S.)

"E cumpriu-se a Escritura, que diz: E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus." (Tiago 2:23)

"...farei que se prostrem aos seus pés e reconheçam que eu amei você" (Ap3:9b)

"Depois destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta no céu; e a primeira voz, que como de trombeta ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer." (Apocalipse 4:1)

"Agora é o tempo favorável"

"Nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem sol nem calma alguma cairá sobre eles." (Apocalipse 7:16)

"E disse Deus: Haja luz; e houve luz." (Gênesis 1:3)

"...Nações correrão para ti"

"E era Abrão muito rico em gado, em prata e em ouro." (Gênesis 13:2)

Lá no quarto seu Abba Pai revela tudo para você

Deus te abençoe e te dê um maravilhoso mês de Julho

Leonardo Lima Ribeiro

quinta-feira, 22 de junho de 2017

O Jejum de Quarenta Dias de Jesus


Podemos aprender muito sobre o propósito do jejum ao olharmos para o jejum de quarenta dias que Jesus fez quando encontrou Satanás no deserto e o derrotou. A seguir, foi Jesus levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo. E, depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome. Então, o tentador, aproximando-se lhe disse: Se és Filho de Deus, mandas que estas pedras se transformem em pães. Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus. Então, o Diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; E: Eles te susterão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra. Respondeu-lhes Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus. Levou-o ainda o Diabo a um monte muito alto, mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto. Com isto, o deixou o Diabo, e eis que vieram anjos e o serviram. – Mateus 4:1-11

Ao ler esta passagem da Bíblia, eu pensei, qual foi a razão para Jesus fazer aquele jejum de quarenta dias e por que Satanás o desafiou no final? Quando discuti isto com outros a resposta que geralmente ouvia era: “O jejum reduziu Jesus para o Seu estado mais fraco de vulnerabilidade. Naquele estado de fraqueza, Jesus mostrou a supremacia do Seu poder sobre o diabo quando não se rendeu à tentação”.
Mas, na realidade, o oposto é a verdade. Jesus jejuou por quarenta dias para se preparar para o encontro com o diabo. Por quê? Porque Ele sabia que o jejum não nos enfraquece, e sim nos fortalece ao bloquear a carne. Por que Jesus foi guiado pelo Espírito para ir ao deserto e ser tentado pelo diabo? Porque Ele, como nosso Substituto, estava sendo tentado em nosso lugar.

Então, depois de vencer o diabo, Ele pode nos dar a vitória perfeita que Ele obteve por derrotar Satanás nas tentações da carne. É por isso que Jesus disse mais tarde em Lucas 10:19: Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo, e NADA, absolutamente, vos causará dano. Então, o jejum tem sobre a nossa carne o mesmo efeito que teve na carne de Jesus: Ele nos sustenta contra as tentações do diabo e nos ajuda a mortificar ou bloquear a carne ao impor a vitória perfeita que Jesus já nos deu.

Para que possamos entender quão perfeita e poderosa é a vitória que Jesus nos deu sobre a carne, precisamos aprender o que Jesus aguentou para obtê-la. Veja, nada pode ser declarado perfeito a menos que não possa ser melhorado. Isto significa que a vitória que Jesus nos deu sobre a carne e sobre o diabo poderia apenas ser declarada perfeita se Ele houvesse suportado os testes e maquinações mais diabólicos de Satanás. Jesus teve que se submeter ao pior que Satanás tinha – aos piores tormentos, medos, pressões, cuidados e às piores tentações de desejos e riquezas. Esta foi a
única razão pela qual Jesus foi levado ao deserto.

Ele estava em uma missão de Deus como nosso Substituto para obter, para nós, como uma parte da nossa redenção, uma perfeita vitória sobre a carne. Agora, nós podemos entrar na Presença de Deus armados com a força da graça que Ele nos deu – não por causa do que fizemos, mas, por causa daquilo que Jesus fez. Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado. Achegue-mo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna. – Hebreus 4:15, 16

Diante do trono de Deus podemos encontrar misericórdia para nos ajudar quando precisarmos – durante as nossas tentações, testes e tribulações. Para que Jesus pudesse nos conceder este tipo de força Ele teve que encarar Satanás em três níveis: espírito, alma e corpo. Este confronto não foi carregado na identidade espiritual de Jesus, mas em Sua humanidade. É por isso que Jesus disse, “O homem (se referindo a Sua humanidade) nem só de pão viverá, mas de toda palavra que procede da boca de Deus” (Mt.4:4).

As pressões, tormentos, solidão e medo que Satanás tentou colocar em Jesus são indescritíveis. Elas só podem ser descritas quando comparadas com o horror visto no nível mais baixo de um hospício, onde os espíritos daquelas pessoas foram completamente dominados por demônios. A oposição demoníaca que Jesus enfrentou é a mesma que gera uma loucura por poder e riqueza, como a que Adolph Hitler e os nazistas possuíam, quando uma cultura tenta aniquilar completamente uma outra para ter domínio ou poder mundial.

Veja, Jesus teve que encarar o pior que Satanás tinha. Ele não podia simplesmente conseguir a vitória
sobre um demônio de baixo nível, de segunda categoria que simplesmente aflige ou atormenta. Ele não podia ao menos lidar com um príncipe das trevas ou um principado. Jesus teve que encarar o próprio Satanás! E ao fazer isto, Ele derrotou Satanás em todos os três níveis: espírito, alma e corpo!
Em primeiro lugar, Jesus derrotou Satanás no nível do corpo. Satanás O desafiou para suprir as necessidades de Seu corpo físico – mas, de acordo com os termos de Satanás: Então, o tentador, aproximando-se, lhe disse: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães.
– Mateus 4:3

Satanás tentou pressionar Jesus com o pior tormento para o corpo físico: a ameaça de que as necessidades básicas para sustentar a vida não serão supridas. A tentativa falhou. Em segundo lugar, Jesus derrotou Satanás no nível da alma quando ele tentou fazer com que Jesus cometesse suicídio.
Ele levou Jesus a um pináculo do templo da Cidade Santa e começou a pressioná-Lo no âmbito emocional da alma para que Ele pulasse do pináculo, cometendo suicídio: E lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem, e:
Eles te sustentarão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra. – Mateus 4:6

Jesus sabia que Deus havia ordenado aos anjos com respeito a Ele, mas, Ele não tentaria Deus se jogando do templo apenas porque o diabo havia dito. Veja, suicídio é o último ponto no estado de falta de esperança, após uma longa batalha de tormentos e medos. Neste estado, a pessoa diz para a vida, “você não tem respostas reais”. Neste sentido, este é o pior tormento da alma e Jesus derrotou Satanás nesta área. Satanás pode tentar nos atormentar no âmbito da alma de nossas emoções, mas hoje nós temos acesso a uma vitória perfeita contra o tormento da alma. Esta vitória foi nos dada por Jesus, o Príncipe da Paz e irá nos sustentar independentemente do que Satanás tente fazer.

Em terceiro lugar, Jesus derrotou Satanás no nível do espírito quando ele tentou fazer com que Jesus o adorasse. É interessante notar que quando Satanás tentou Jesus no âmbito físico ele usou comida e quando O testou no âmbito emocional da alma ele usou o suicídio. Mas, ao testá-Lo no âmbito do espírito humano, Satanás usou poder e dinheiro ao oferecer a Jesus a glória dos reinos do mundo. Isto nos mostra que Satanás tem uma estratégia para conquistar a espiritualidade de um homem. O diabo
sabe que, rapidamente, os homens trocarão seu compromisso com a adoração a Deus pela adoração a
ele, por causa do poder e riquezas, mais do que por qualquer outra coisa que ele possa oferecer.

Satanás ofereceu fazer de Jesus o Homem mais rico e mais poderoso do mundo. Tudo o que Jesus tinha que fazer era se prostrar espiritualmente a Satanás e adorá-lo. Mas, graças a Deus, Jesus derrotou Satanás. Então, Ele nos deu a força que adquiriu através de Sua vitória em todos os três níveis. De alguma maneira o jejum ajudou Jesus a se preparar para aquela tentação para que Ele pudesse, como nosso Substituto, nos dar a Sua vitória. Agora, quando jejuamos, executamos a vitória
de Jesus sobre a carne ao nos entregarmos a Deus e superarmos o diabo.

Pr. Dave Roberson

domingo, 18 de junho de 2017

O Jejum Ajuda a Preservar o ‘Odre Velho’


Vamos dar um passo à frente. Em Mateus 9:14 e 15 os discípulos de João Batista perguntaram a Jesus sobre o jejum. Demorei muito tempo para entender a resposta Dele. Vieram, depois, os discípulos de João e lhe [Jesus] perguntaram: Por que jejuamos nós, e os fariseus [muitas vezes], e teus
discípulos não jejuam? Respondeu-lhes Jesus: Podem, acaso, estar tristes os convidados para o
casamento, enquanto o noivo está com eles? Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo, e nesses dias hão de jejuar. Os dias aos quais Jesus se refere é a mudança da Antiga para a Nova Aliança; são os nossos dias.Então, de repente, sem nenhuma razão aparente,
Jesus diz: Ninguém põe remendo de pano novo em veste velha; porque o remendo tira parte da veste, e fica maior a rotura. Nem se põe vinho novo em odres velhos; do contrário, rompem-se os odres, derrama-se o vinho, e os odres se perdem. Mas põe-se vinho novo em odres novos, e ambos se
conservam. – Mateus 9:16, 17

Vamos entender o que Jesus está dizendo aqui. Os discípulos de João vieram até Ele e disseram, “Os fariseus jejuam muitas vezes e nós também. Mas, notamos, Jesus, que estes homens que O seguem nunca jejuam”.Então, Jesus responde, “Não, eles não precisam jejuar enquanto estou com eles. Eu sou o Noivo”. Em outras palavras, durante aquele tempo os discípulos estavam entre duas alianças, o Antigo Testamento e o Novo Testamento. E antes de Jesus enviar os setenta discípulos, Ele literalmente colocou Sua unção neles.

Os discípulos expulsaram diabos e ressuscitaram mortos. Quando eles voltaram e falaram para Jesus
sobre o que haviam feito, eles estavam muito chocados, mais do que os próprios demônios que haviam saído! Lucas 10:17 diz, Então, regressaram os setenta, possuídos de alegria, dizendo: Senhor, os próprios demônios se nos submetem pelo teu nome. Mas, veja, eles estavam andando sob a unção de Jesus. Então, em essência, Jesus diz, “Não, enquanto Eu estou com vocês, vocês não precisam jejuar, porque Eu pus minha unção sobre vocês. Mas, o dia virá quando Eu serei levado e haverá uma mudança de alianças.

Neste dia vocês irão jejuar. E vocês gostariam de saber por que jejuarão naquele dia?”. Os discípulos disseram, “Sim! Esta é a pergunta que estamos Lhe fazendo”. Jesus diz, “Vou lhes dizer exatamente porque vocês jejuarão naquele dia – porque vocês não podem pôr vinho novo em odres velhos e nem remendo de pano novo em veste velha”. Então, ao meditar na resposta de Jesus aos discípulos de João, eu pensei, esta foi a resposta Dele do porquê iremos jejuar sob a Nova Aliança? Eles perguntaram a Jesus sobre o jejum. Que tipo de resposta é essa, “Não se põe vinho novo em odres velhos”? (Eu acho que não entendia metade do que Jesus disse nos primeiros anos de meu ministério!).

Mais tarde, finalmente entendi o que Jesus estava dizendo. No momento em que você nasce de novo o seu espírito se assenta em lugares celestiais com Cristo Jesus. Mas, infelizmente, Ele tem que deixar você em uma veste velha ou odre velho – este corpo terreno. Um dia, a trombeta soará e este corpo terreno irá ser transportado de corruptível para incorruptível. Num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. – 1 Coríntios 15:52

Você pode imaginar os nossos corpos sendo glorificados ao mesmo tempo que uma pessoa leva para
piscar? Naquele momento, eu não possuirei mais um corpo que me foi dado dos lombos do primeiro homem Adão. Ao invés disto, eu serei um filho manifestado de Deus, nascido de Jesus Cristo, composto de Espírito, alma e corpo glorificado. O arrebatamento é o próximo acontecimento no
calendário da Igreja de Deus. Mas, enquanto isto, como as gerações dos santos passados podem testificar, nós ainda estamos vestindo vestes velhas ou odres velhos, que estão morrendo dia-a-dia e são capazes de pecar.

Quando eu pertencia àquela igreja ultra-Santa, as pessoas me diziam que era o diabo que me tentava para pecar e eu entendia isto. Mas, eu não entendia o que em mim queria concordar com o diabo!
Eu queria que em Gálatas 5:16 estivesse escrito assim: “Isto eu digo, então, ande no Espírito e todas as contrariedades e desejos da carne irão embora”. Mas, não é isto que está escrito, e sim, Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. É por isso que Jesus diz, “Quando Eu for levado de vocês, haverá uma mudança de Aliança. Seu espírito estará assentado Comigo. Mas, infelizmente, Eu terei que deixar você em um odre velho. No entanto, tudo ficará bem, porque ao jejuar, você faz o mesmo que adquirir um odre novo.

Este é o efeito do jejum sobre o odre velho, ele irá preservar o seu odre velho para que o vinho novo, Meu poder, possa operar através dele até que Eu lhe dê um novo odre – um corpo glorificado.” É muito triste quando o odre velho de um pregador se rompe em frente ao mundo inteiro, derramando o
vinho novo porque o vaso que o carregava não era forte o suficiente para mantê-lo. Esta situação traz vergonha para o Evangelho. Talvez se aquele pregador conhecesse um pouco mais sobre o jejum, seu odre velho pudesse ter sido mais preservado contra o pecado.

Então, o jejum tem o mesmo efeito que um odre novo teria. O jejum preserva o odre velho contra o pecado. Ele ajuda a mortificar as obras da carne enquanto o vinho novo opera dentro do odre velho.

Pr. Dave Roberson