domingo, 8 de outubro de 2017

A brecha e a astúcia da serpente


Tinha, porém, Amnom um amigo, cujo nome era Jonadabe, filho de Siméia, irmão de Davi; e era Jonadabe homem mui sagaz.
O qual lhe disse: Por que tu de dia em dia tanto emagreces, sendo filho do rei? Não mo farás saber a mim? Então lhe disse Amnom: Amo a Tamar, irmã de Absalão, meu irmão.
(2Samuel 13:3-4)

Já escrevi outras vezes sobre Amnom, filho de Davi. Mas, dessa vez vou incluir Jonadabe seu amigo astuto.

O que realmente significa astucia?
1. qualidade de alguém astuto, esperto, sagaz, inteligente, sábio
2. faculdade adquirida em enganar

De acordo com a história podemos afirmar que Jonadabe era a segunda opção: tinha a faculdade adquirida de enganar. E porque tenho tanta certeza? Porque no verso seguinte o 5, ele sugere a Amnom uma estratégia, cilada, estratagema, emboscada para forçar sua irmã a se deitar com ele. Então, agora vamos:

(v.3) Jonadabe era uma amigo astuto, conhecia bem Amnom. Agia como espécie de conselheiro, e sabia da imaturidade do filho do Rei. Dessa forma, sugeriu que Amnom agisse de maneira astuciosa com sua irmã. Você já teve ou tem amigos assim? Quantas confusões já entrou por ter ouvido seus conselhos astuciosos? Na verdade Jonadabe era primo de Amnom, pois era filho de Siméia irmão do rei. Temos então familiares astutos? Como você acha que a serpente enganou Eva? A astucia como forma de enganar vem diretamente dos assobios de satanás. A astucia como inteligencia e sabedoria é diferente, tem propósitos diferentes. Quer saber quando é uma astucia boa e uma ruim? olhe para os propósitos.

(v.4) Jonadabe atua no ego de Amnom, ele diz: Por que tu de dia em dia tanto emagreces, sendo filho do rei?. Veja, Ele diz: Como pode o filho do Rei ficar assim? A bíblia é perfeita e inerrante. E esta escrito: filho do Rei. Jonadabe lembra Amnom de que ele é filho do rei e pode tudo, não precisa se angustiar por desejo algum. Ele começa entorpecendo a mente de Amnom. Depois desfere o golpe final, e diz: "Não mo farás saber a mim?" Jonadabe, já sabia o que era, porém ele faz com que Amnom se exponha de forma que ele se ofereça como ajudador no problema, e possa oferecer sua astucia.

Jonadabe é como muitos amigos ou parentes que temos, Amnom somos nós muitas vezes com nossos desejos, vaidades e mimos. Temos um Pai lá no céu, que nos ouve, que trata conosco, que nos dá astucia em forma de sabedoria e inteligencia, mas nossa carne prefere sempre a astucia do enganar, preferimos a estratégia, a armadilha de nossas convicções. Preferimos ser espertos ao invés de submissos ao Senhor. Burlamos as regras afim de nos satisfazer, e os Jonadabes estão por ai, como serpentes, destilando seu veneno. Eva caiu, derrubou Adão e trouxe o pecado para o mundo ouvindo um Jonadabe no Eden. Amnom, estuprou sua irmã, rejeitou-a logo após, envergonhando-a perante a nação, causou fúria no coração de seu irmão Absalão, e depois morreu assassinado por traição. A serpente não brinca, suas sugestões quando aceitas trazem muitas vezes tragédias irreversíveis. Atente-se a quem tem ouvido.

Eu quero ouvir somente a voz do meu Senhor Jesus Cristo.
Glória, Glória, Glória ao Senhor dos exércitos.
Leonardo Lima Ribeiro.

domingo, 17 de setembro de 2017

Ande no Espírito


Neste livro (minamd.org.br/pdf/minamd_aeap.pdf) eu descrevi a capacidade do Espírito
Santo, ao operar em nosso interior para nos proteger dos enganos e nos ajudar a programar o nosso espírito com aquele plano especial que Deus separou para nós. Algumas vezes, sinto-me como uma voz que clama no deserto, “Ore, por favor, ore!” Por muito tempo tenho clamado, pois Deus me ordenou pregar sobre como andar no Espírito e como não cumprir as oposições e desejos da carne. Tenho sido fiel nesta tarefa, o máximo possível.

Deus deseja nos tirar de um andar dominado pela carne, colocando-nos em um andar de filhos e de
maturidade. Esta é a prioridade Dele, e uma opção sua. Você precisa escolher aceitar a liderança do Espírito Santo. Você precisa escolher andar fora de uma vida dominada pela carne e dentro de uma vida dominada pelo Espírito. Assim como Deus me ensinou, eu ensinei a você que uma das maiores chaves para este caminhar no Espírito é a edificação que vem para uma pessoa que passa um período qualquer de tempo orando no Espírito Santo.

Então, você vai orar em línguas um pouco mais do que costumava? Muito mais? Se você for, então prepare-se, meu amigo, porque você tomará seu lugar na história! Você encontrará a compaixão de Deus. Você encontrará o Seu poder. Você encontrará o Seu plano. O tempo é curto, então não atrase a sua aventura em desvendar os maiores mistérios de todos os tempos – a mente de Deus para a humanidade, para a sua geração e para a sua própria vida!

Pr. Dave Roberson 

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Deus Não Pode Derramar Sua Glória Em Um Povo Não Purificado


Por que Deus quer nos libertar de tudo que nos atrapalha e nos amarra em nossas vidas? É obvio, Ele
A Progressão Divina Para o Amor Ágape quer nos libertar para que possamos ser abençoados. Mas também, Deus quer que sirvamos a humanidade. Ele quer que sejamos livres do pecado para que
possamos trazer o perdido para Jesus, motivado pelo amor ágape de Deus. Temos uma Grande Missão a ser cumprida: E disse-lhes [Jesus]: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura (Marcos 16:15).

Deus quer que sejamos cheios de sabedoria e livres de pecado para que possamos oferecer às pessoas a verdade em amor. Veja, Deus quer um avivamento nesta Terra. Você não precisa persuadi-Lo. Ele não está sentado em Seu trono, dizendo “Ah, Eu gosto de sentar em Meu trono e olhar as pessoas irem para o inferno. Eu não estou a fim de ter um avivamento. Estou com dor de cabeça e não quero mover no Meu Espírito”. Não, Deus não é assim. Ele está buscando constantemente por pessoas a quem Ele pode provar ser forte.

Ele quer derramar sua unção desesperadamente nas pessoas com o propósito de um avivamento.
Mas, Ele sabe que quando fizer isto, Satanás virá com um “processo de limpeza” que põe aqueles que estão operando no poder de Deus sob uma pressão intensa. Os que não aguentarem os ataques do diabo vão desejar nunca terem nascido! Então, Deus derrama sua glória em uma medida e aquela glória satura nosso ser. Mas, a única parte que é produtiva é aquela que não está sendo comida pelos
galhos mortos não aparados em nossas vidas.

É por isso que é tão crucial nos entregarmos continuamente à operação de purificação do Espírito
Santo – não só por nossa causa, mas por causa de um mundo perdido e morto.

Pr. Dave Roberson 

domingo, 10 de setembro de 2017

As Línguas Cessarão


Então, o objetivo é o amor ágape, e a maneira de atingir maturidade espiritual para andar nele é a oração em línguas para a edificação pessoal. Note o que Paulo diz em Primeira Coríntios 13:8:
O amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará. Embora o amor ágape seja eterno, as línguas cessarão quando deixarmos esta Terra. O amor cruzará a barreira da morte e irá para o Céu com você. Mas, você não precisará falar sobrenaturalmente em nenhuma das línguas desta Terra quando você estiver no Céu. A variedade das línguas cessará.

A única língua que você falará é a língua comum do Céu. Você será capaz de se aproximar de qualquer pessoa e manter uma conversa com perfeita clareza. Eu me lembro de ouvir um ministro famoso falar sobre uma visitação que teve do Próprio Jesus. As testemunhas dizem que ele parecia estar olhando para algo que eles não podiam ver, falando em uma língua desconhecida. Ele parecia estar tendo uma conversa com alguém, porque falava em línguas por um momento e parava como se estivesse ouvindo uma resposta. Mais tarde, as pessoas que participaram do culto descobriram que o ministro havia tido uma visão na qual Jesus falou com ele.

O pregador ouvia a língua desconhecida que Jesus falava como se fosse inglês e então respondia para Jesus em línguas. Os dois estavam tendo uma conversa na língua do Céu. Então, o tempo para conseguir os benefícios da oração em línguas é agora, não depois que você morrer e for para o Céu. Deus deu a você este dom para ser usado nesta vida em seu benefício. Mas, este dom precioso não lhe trará benefícios a menos que você permita que o Espírito Santo crie Sua linguagem sobrenatural em seu interior e fale-a com sua boca.

Você precisa se entregar à oração em línguas para que o Espírito Santo possa purificá-lo e edificá-lo
na sua fé santíssima, mantendo-o no amor ágape de Deus.

Pr. Dave Roberson 

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Após a Purificação, Paz


Nos últimos anos, uma paz profunda, indescritível e que supera todo o entendimento tem crescido em meu coração. Eu encontrei um lugar no Santo dos Santos, em meu espírito, onde eu experimento uma comunhão constante com o Próprio Príncipe da Paz. Lá, neste lugar secreto, Ele tem me explicado revelações que há anos eu queria entender. Esta paz é uma arma agressiva contra o inimigo porque nada me fez mais incontrolável para o diabo.

Quando esta paz começou a dominar a minha vida, as preocupações, os medos e as intimidações se entregaram. Aqueles feitos da carne literalmente morreram sob o poder desta paz. Firmado, fortificado e Fundamentado Se você me perguntasse há anos atrás, “Irmão Roberson, você está pedindo o quê para Deus?”. Eu teria respondido, “Eu quero apenas ser usado por Deus. Quero
que Ele seja capaz de me ungir para trazer um grande avivamento.” “Eu quero o tipo de avivamento em que cinqüenta surdos e mudos sejam trazidos ao culto e o poder de Deus encha aquela ala até que eles pulem e gritem, ‘Eu posso ouvir! Eu posso falar!’ Então, aqueles que forem curados infiltrarão a cidade.

Em dez dias, a cidade inteira vai querer vir aos cultos e o avivamento começará! É isto que eu quero!” Então, se você perguntasse, “Você acha que consegue agüentar este tipo de unção, irmão
Roberson?”. Eu diria, “Sim, consigo. Tudo o que o Senhor precisa fazer é dá-la a mim e eu lhe mostrarei!”. Mas, então, o diabo começou a lutar contra este avivamento que eu estava desejando. Em cada ataque, eu ficava agradecido pela paz sobrenatural que me sustentava. Depois de sofrer um pouco, as impurezas começaram a vir para a superfície. Eu dei uma boa olhada em umas grandes falhas e disse ao Senhor, “Tudo bem, Deus de toda graça. Eu vejo o que Você está tentando purificar
em minha vida. Eu vou me ajustar”.

Será que Deus esperou e me deixou sofrer um pouco? Sim, mas porque eu estava pedindo a Ele que me usasse e Ele disse, “Estas coisas impedem você de ser usado por Mim”. Quando eu perguntei a Ele por que Ele não havia me libertado das minhas lutas no primeiro dia, Ele disse, “Porque você não acreditava que estas coisas estavam entre você e Eu no primeiro dia”. Mais tarde, eu entendi melhor porque Deus respondeu a minha oração pelo avivamento daquela maneira. Ele precisava mortificar tudo no meu caráter que havia dado a Satanás uma base através da intimidação e do medo.

Senão, bem no meio do avivamento, em um momento oportuno, o diabo iria expor aquelas fraquezas
e usá-las contra mim. Mas, ao invés disto, Deus interveio com Sua graça para me firmar, fortificar e fundamentar através do processo de purificação da oração em línguas. Eu estava até pronto para mais purificação para obter o amor ágape quando tudo já havia acabado. A verdade é que a purificação não me incomoda mais devido ao grau de paz que eu atingi ao me entregar ao Espírito Santo neste processo durante anos.

Além do mais, eu sabia que Deus queria me exaltar acima de todas as minhas tribulações confusas. Não é culpa Dele se eu preciso permanecer no fogo até que consiga ver toda carne que ainda opera em minha vida. Eu agradeço a Deus por cada uma de minhas fraquezas que é exposta pelo tormento ao meu redor. Eu quero que o Deus da graça intervenha e lide com estas fraquezas. Eu não quero continuar vivendo com fraquezas não purificadas, passando pelo mesmo sofrimento e pelo mesmo tipo de tribulação, ano após ano, porque não estou ciente de que elas existem. Eu não quero tomar o meu lugar na história como um dos que falhou. Eu quero me purificar para que Deus possa mandar o avivamento!

Eu estou muito faminto por Deus para apenas sentar na igreja, pagar meus dízimos e esquentar o
banco todo domingo ou quarta-feira. Eu desejo muito o máximo Dele para passar a semana inteira no campo de golfe e depois ir para o púlpito com um discurso intelectual para agradar as pessoas.
O avivamento está esbravejando em meu espírito. Eu não quero permanecer em uma área neutra até que o diabo venha e roube o que eu tenho, fazendo de mim um pregador de nome, mas longe de conseguir pregar até mesmo sobre oração. Se a oração em línguas e jejum fazem com que as
minhas impurezas apareçam, que assim seja. Se a progressão para o poder inclui a oração em línguas para me edificar sobre um andar carnal e dominado pelos sentidos, então, vamos em frente.

Se o caminho mais excelente para atingir o máximo de Deus é buscar o amor ágape, então vamos fazer isto, Deus da graça, purifique tudo em mim que me impede de andar no amor! Se o meu sofrimento é requerido até que eu veja o problema, não importa, porque eu quero ser firmado, fortificado e fundamentado. Eu quero experimentar ondas cada vez maiores da glória de Deus!

Contudo, eu decidi que não estou esperando por um teste ou tribulação para revelar as minhas fraquezas. Eu descobri que orar segredos divinos e mistérios no Espírito Santo faz com que a candeia acesa do meu espírito humano renascido brilhe cada vez mais forte, iluminando todos os meus lugares escuros que precisam ser purificados. Se eu me entregar à operação do Espírito Santo,
aquelas fraquezas aparecerão por si só, sem nenhuma tribulação difícil. Isto é que é o crescimento e a
edificação, a propósito, apenas porque eu quero!

Pr. Dave Roberson 

domingo, 3 de setembro de 2017

A Minha Purificação Na Busca pelo Amor Ágape


Aqueles seis níveis são a progressão passo a passo que Deus usa para nos ajudar a ir a um lugar de
maturidade espiritual onde o amor ágape é uma maneira de viver. Durante esta progressão, a operação de purificação do Espírito Santo continua. Como eu sei disto? Porque o Espírito Santo ainda está no processo de me purificar. Eu tenho orado e buscado a Deus por mais de duas décadas para entender
o preço do avivamento e do caminhar em Seu poder. Durante este tempo eu já tive visitações maravilhosas de Deus. Entretanto, já sofri ataques do diabo logo após uma visitação divina e me encontrei no meio do caminho antes de poder voltar e pará-lo!

O Espírito Santo usou estas horas difíceis para que eu olhasse para mim mesmo, e não gostei do que vi. Foi após um destes ataques do inimigo que o Espírito Santo me levou à Primeira Pedro 5 para me ajudar a entender o que eu estava passando. Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte, Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar. – 1 Pedro 5:6-8

Qual é o preço do avivamento? O Espírito Santo me levou a esta passagem da Bíblia e disse, “Este é o preço”. Veja, o diabo está procurando por pessoas que podem ser “devoradas”. De acordo com este versículo, as pessoas que se encaixam nesta categoria são aquelas que não se livraram dos seus cuidados, lançando-os sobre o Senhor. Elas alimentam os seus cuidados; banham-se em suas preocupações; deixam com que suas ansiedades passeiem em suas emoções até que um morrinho se torne uma montanha imóvel. Assim, elas se tornam uma presa vulnerável, que pode ser facilmente devorada pelas estratégias do inimigo.

Mas, Pedro diz, “Lance todos os seus cuidados sobre Deus. Isto é um ato de humildade. É um ato do poder do Espírito Santo.” ‘Depois de Terdes Sofrido Por Um Pouco’ Então, Pedro diz nos versículos 9 e 10: Resisti-lhe firmes na fé, certos de que sofrimentos iguais aos vossos estão se cumprindo na vossa irmandade espalhada pelo mundo. Ora, o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, DEPOIS DE TERDES SOFRIDO UM POUCO, ELE MESMO VOS HÁ DE APERFEIÇOAR, FIRMAR, FORTIFICAR E FUNDAMENTAR.

Quando o Espírito Santo me levou pela primeira vez a esta passagem, eu pensei, O que as aflições podem cumprir em um crente? Eu não conseguia entender por que o Deus de toda graça iria permitir que sofrêssemos por um pouco. Eu perguntei ao Senhor, “Por que você não me
libertou de tudo quando o diabo estava tentando me devorar e as aflições tentando tomar conta de mim? Por que você deixou com que eu sofresse por um tempo antes de me ajudar a superar esta situação?”.

Agora eu posso lhe dizer exatamente por que precisei passar por aflições e perseguições. Estas
tribulações fazem com que as suas impurezas flutuem na superfície à medida que você progride para uma vida no amor ágape. Nada pode expor estas impurezas com mais rapidez. Note que você não é o único passando por esta experiência desconfortável. As mesmas aflições estão sendo cumpridas por cristãos em todo mundo. Todo crente que deseja andar com Deus irá, alguma hora, em algum ponto, experimentar a operação de purificação que acontece durante um teste ou tribulação difícil. Contudo, é importante entender que Deus não manda testes e tribulações para você. Ele disse que Satanás é aquele que vem para devorar através dos cuidados, preocupações e medos.

Mas, quando o diabo o envolve em um conflito e faz com que as suas áreas fracas sejam expostas, Deus espera que você use o poder da Sua Palavra para soldar com a verdade aquelas áreas fracas para que elas fiquem fortes. Estas horas difíceis de tribulação trouxeram para a superfície coisas que precisavam ser purificadas em minha vida para que Deus pudesse me firmar, fortificar e fundamentar. Eu não entendia porque Deus estava deixando que eu sofresse por meio daquela tribulação naquela época, mas eu entendo agora. Eu tenho visto o fruto da operação de purificação Dele em mim.

Pr. Dave Roberson 

domingo, 27 de agosto de 2017

A Progressão para o Amor Ágape


Como vimos em Primeira Coríntios 12:28, o governo de Deus começa com a função do poderoso apóstolo, a primeira operação, e com as variedades de línguas, a oitava e final operação de Deus. Então, em Primeira Coríntios 13:1-3, Paulo trocou a ordem. Ainda que eu fale as línguas dos homens
e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine, Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei.

E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará. Começando com a oitava operação, a das variedades de línguas, Paulo nos leva a seis fases, através da fé de mover montes e da entrega total, até o amor ágape. Pela predominância do assunto do amor ágape em Primeira Coríntios 13, perdemos a seqüência ou a progressão passo-a-passo que nos leva aos seis níveis de maturidade espiritual para finalmente nos entregar ao amor ágape.

Nesta altura, você pode estar dizendo, “Certamente eu gostaria de ver a ordem trocada da qual você está falando, irmão Roberson”. Bem, vamos pegar os três primeiros versículos de Primeira Coríntios 13, frase por frase, e desvendar o que Paulo estava realmente dizendo. Ao fazermos isso, descobriremos a progressão divina para o amor ágape.

Seis Passos para a Maturidade Espiritual Existem seis níveis distintos de maturidade espiritual listados nestes três primeiros versículos que o Espírito Santo trabalhará na vida de qualquer crente
que passar seu tempo orando no Espírito Santo. Nível Um: Vejamos novamente o versículo 1:
Ainda que EU FALE AS LÍNGUAS DOS HOMENS E DOS ANJOS, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. Quando recebemos o batismo no Espírito Santo e
começamos a orar em línguas, isto automaticamente nos qualifica na maturidade espiritual do primeiro nível, o acesso ilimitado às línguas.

O termo “línguas dos homens” refere-se à capacitação sobrenatural do Espírito Santo em pregar
em qualquer língua na face da Terra da qual nós nem temos conhecimento prévio. As “línguas dos anjos” referem-se à linguagem usada no Céu. Eu acredito que a maior parte do tempo estamos falando a linguagem dos anjos quando oramos em línguas, para nos edificar e orar os mistérios do plano de Deus para nossas vidas. Este versículo não está desmerecendo as línguas em benefício do amor. Em essência ele está dizendo: Mesmo que eu seja batizado no Espírito Santo e tenha a habilidade de falar em outras línguas, não haverá efeito algum, a menos que eu comece a empregar este dom para me edificar em minha mais santíssima fé, orando no Espírito Santo e me guardando no amor de Deus (Judas20, 21).

Existem multidões de congregações de igrejas que foram batizadas no Espírito Santo e que falam em
línguas, no entanto, as pessoas estão cheias de contenda e falta de perdão. Eu, pessoalmente, já conheci pessoas, que supostamente são cheias do Espírito, destruírem uma outra pessoa rapidamente.
Então, uma pessoa pode falar em línguas, mas estas línguas não o beneficiarão a menos que ela se entregue ao trabalho de purificação do Espírito Santo que irá levá-la ao amor ágape. É impossível orar em línguas por períodos extensos e não experimentar mudanças.

Nível Dois: Então o versículo 2 diz: Ainda que eu tenha o DOM DE PROFETIZAR, e CONHEÇA TODOS OS MISTÉRIOS e TODA A CIÊNCIA; ainda que eu tenha TAMANHA FÉ, A PONTO DE
TRANSPORTAR MONTES, se não tiver amor, nada serei. De alguma maneira a oração em línguas produz em nós o segundo nível de maturidade, que é o uso do dom de profetizar. Ao orar os mistérios de Cristo em seu espírito, Deus começa a respondê-los. De repente, o Espírito Santo se concentra em um daqueles mistérios, tira-o do seu espírito e o revela ao seu intelecto para que você possa liberá-lo através da profecia.

Nível Três: Ao continuarmos a orar em línguas atingimos o terceiro nível da maturidade espiritual
através do entendimento de segredos divinos ou mistérios. Nível Quatro: A revelação destes mistérios se tornará viva e começará a operar em seu espírito, produzindo em nós o entendimento e acúmulo do conhecimento, o quarto nível da maturidade espiritual. De alguma maneira então, enquanto os mistérios de Cristo estão sendo revelados a mim – o mistério da cura, o mistério da justiça, o mistério do amor – eu começo a levantar colunas em meu espírito. Ao orar mistérios diante do Pai, Deus responde aquelas orações através de uma transferência sobrenatural de discernimento divino. Todas as vezes que o Espírito Santo me faz entender um mistério, mais um pilar daquela superestrutura é levantado.

Um pilar é levantado com a revelação da justiça, outro com a revelação da paz e outro com a revelação do amor ágape. Finalmente, todo edifício é formado através da oração dos mistérios no Espírito Santo. A combinação destes segredos divinos revelados ao meu espírito é que, com o tempo, constrói uma biblioteca inteira de conhecimento, um edifício cheio de revelação de Jesus no interior de meu espírito. E sempre que eu quiser, posso pegar um destes volumes nesta biblioteca!

Nível Cinco: Então, os mistérios são orados em colunas, mas, o edifício construído é o conhecimento. O entendimento de todos estes mistérios, que preenchem a sua biblioteca interior de conhecimento, é que produz a capacidade para a fé que move montes em seu coração, ao você ser transformado pela Palavra de Deus. Este é o quinto nível da maturidade espiritual. A combinação da oração no Espírito Santo e a meditação na Palavra de Deus é que produz o tipo de fé que move montes. Por quê? Porque a fé vem por ouvir a Palavra de Deus e o Espírito Santo é Aquele que nos dá o discernimento divino da Palavra através da linguagem sobrenatural das línguas. Neste nível, Jesus disse que nada será impossível para você!

Nível Seis: Primeira Coríntios 13:3 nos dá o sexto nível da maturidade: E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se
não tiver amor, nada disso me aproveitará. De alguma maneira a nossa oração em línguas irá
ajudar a produzir em nós a capacidade de dar com o amor ágape. Eu sempre imaginei como uma pessoa pode dar todos os seus bens para alimentar o pobre e entregar seu corpo para ser queimado, mas não possuir o tipo de amor ágape. Então, o Espírito Santo me revelou a resposta. Alguns cristãos vivem da exaltação própria, divulgando o que dão. Eles até mesmo sentem prazer em sacrifícios extremos – principalmente o tipo de sacrifício que coloca a sua humildade em público para ser admirada por homens.

Muitos já fizeram até o sacrifício de perder suas vidas por razões erradas. Eu, finalmente, comecei a entender que às vezes é muito mais difícil trabalhar pelo Evangelho, entregando toda a sua vida, do que morrer e ir ao Céu para ficar com o Senhor. O amor ágape prefere ser um sacrifício vivo a um mártir morto. Envergonho-me quando penso em todas as vezes que fiz uma oferta por causa dos desejos de minha carne. Não foi culpa do pregador. Eu é que vi o “cadillac” em minha mente e dei a ele o meu dinheiro para ter certeza de que ganharia o carro. Mas, a Bíblia diz que se eu não
der com o amor ágape, nada me aproveitará.

Contudo, quando o amor ágape se torna a base das nossas doações, Deus não nos desapontará, pois o Amor nunca falha.

Pr. Dave Roberson 

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Amor Ágape Somente Pela Força de Vontade?


Jamais caminharemos no amor ágape, na plenitude de Deus, pela nossa própria força de vontade. Por
exemplo, você já percebeu que as pessoas são agradáveis com as outras somente até o momento que elas não ultrapassam os limites? Então elas dizem, “Suma! Suma daqui!”. Elas cedem até um limite, usando sua força de vontade – e quando se ultrapassa esse limite, a capacidade de serem agradáveis acaba! É fácil fantasiar sobre o amor ágape. Podemos até citar, “Ainda que eu dê o meu corpo para ser queimado e distribua todos os meus bens aos pobres, mas se não tiver amor....” Mas, existe uma luta mortal para sobrevivermos em um mundo, onde as pessoas tentam destruir umas as outras, enquanto o diabo destrói a todos.

O prospecto de andar no amor ágape não parece ser tão agradável e fácil lá fora como é na igreja enquanto estamos debaixo da unção. Você quer ser exatamente como Jesus? Você pode dizer, “Ah, claro, eu quero ressuscitar os mortos, ser o líder de uma grande organização e me tornar o melhor
pregador do mundo. Ah, sim, eu quero ser exatamente como Jesus”. Tudo bem, então, Jesus diz para não dever nada a ninguém a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros (Rm. 13:8).
O que isto significa? Bem, não importa quantos pagamentos eu faço em minha dívida de amor por você, eu posso nunca pagar esta dívida por completo.

Você bateria em minha face e eu daria a outra para bater. Você poderia me caluniar e eu oraria por você. Você poderia me odiar e eu faria o bem a você. Estas são todas as descrições do amor ágape. Não importa quantas vezes você me fizer mal e eu lhe retornar um pagamento de amor, o amor ágape sempre me colocará em débito. Outra coisa sobre Jesus – Ele não procura o Seu próprio interesse. E Ele diz que se um homem processar você por causa do seu carro, você irá dar o carro a ele com o tanque cheio, polido e o motor regulado.

Então diga ao homem, “Estou fazendo isto a você em Nome de Jesus. Eu quero que você saiba que você não tirou isto de mim, porque a única coisa que é tirada de mim é o que Deus permite. E se Ele permite, eu estou semeando em você. Eu estou semeando este carro a você, polindo, regulando o motor e enchendo o tanque com gasolina. O diabo não está roubando nada de mim.” É bom admirar alguém que anda no amor ágape fazendo tal coisa. Mas, como você consegue aquele lugar
em seu andar no espírito? É melhor você aceitar isto – você não conseguirá ter o amor ágape a menos que você encontre uma maneira de deixar o Espírito Santo purificá-lo de qualquer coisa que seja contrária ao amor ágape em sua vida. Se eu fosse você, eu O deixaria agir!

Pr. Dave Roberson 

domingo, 20 de agosto de 2017

Aprendendo a Odiar Todos os Empecilhos


Então, ao invés de responder imediatamente as minhas orações fervorosas e intensas por uma unção que traria um avivamento, Deus me mandou buscar o amor ágape com a mesma intensidade e fervor. Ele me assegurou que, ao buscar o amor, também estaria buscando o seu poder de uma maneira mais excelente.Comecei a buscar o amor ágape e aprendi a odiar aquelas coisas que estavam erradas em minha vida com mais fervor do que antes. Era uma raiva divina que precedia a purificação.

Veja, quando você chega ao lugar onde odeia com intensidade aqueles erros que o impedem de um andar mais próximo com Deus, você irá finalmente tomar uma decisão. Na busca por um caminho mais excelente, eu determinei que me adaptaria ao tipo de amor ágape. Mas, os meus esforços pareciam atingir os resultados opostos. Quanto mais eu aprendia sobre o amor, mais o meu conhecimento detectava as coisas erradas que estavam em minha vida. Fiquei em estado de falta de
esperança e acreditava que eu era a criatura mais miserável, que jamais poderia andar no nível do amor ágape descrito em Primeira Coríntios 13.

Eu não entendia que o Espírito Santo estava trazendo à superfície tudo o que o diabo poderia usar
para me destruir em minha busca pelo amor ágape, a fim de me purificar. Era tudo parte de um processo que ajudava a me entregar o suficiente a Deus para me equipar completamente à função a que Ele me chamou. Eu também não sabia sobre a progressão para o poder, descrito neste mesmo capítulo, que me levaria para o amor ágape, o qual estava buscando.

Não se Aprende o Amor Ágape da Noite para o Dia.Veja, todos nós pregadores adoramos pregar sobre o capítulo 13 de Coríntios. Adoramos nos especializar no tipo de amor ágape.
O amor ágape não se comporta de maneira imprópria. Não busca seus próprios interesses, não pede recompensas ou prêmios por serviços feitos. Não é dado baseado nas reações de uma pessoa. Não se exaspera com facilidade. Não se ressente do mal. Não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo espera, tudo crê, tudo suporta. Este amor nunca falha; você o levará para o Céu com você. As línguas cessarão. As profecias cessarão. A ciência passará. Você não precisará de nenhum deles. Mas, você irá passar pela fronteira celestial e entrará na Presença de Deus com o amor ágape.

Ah, sim, nós pregadores adoramos falar sobre o amor ágape. Usamos as palavras gregas; criamos uma imagem de um cristão perfeito que não se exaspera com facilidade. Então, no dia seguinte aconselhamos alguém, “Oh, sim, você tem os seus direitos. Processe-os!”. Deus, ajude-nos! Nós nos entretemos tanto neste assunto do amor em Primeira Coríntios 13 que perdemos a seqüência do poder que nos leva até ele! Pensamos que podemos pregar sobre o amor ágape em um dia e no dia seguinte todos os que ouviram a mensagem serão perfeitos e bons uns com os outros. Eles não mais agirão de maneira errada. Não haverá mais críticas, calúnias, brigas ou desprezo.

Dizemos às pessoas, “Vocês não deveriam fazer este tipo de coisa”, e então presumimos que todos irão automaticamente parar. Por que presumimos isto? Parece que a maioria de nós pregadores nascemos ontem! Quando você começa a entender tudo o que o amor ágape engloba, você percebe que a maioria dos cristãos não anda neste tipo de amor no dia-a-dia. A maioria nunca andará. É difícil de se adaptar a este tipo de amor se você ainda tem um centímetro de carne que não foi mortificado.

Uma coisa é pregar sobre este amor ágape e dizer que uma vez que nos adaptarmos a ele, nunca
falharemos. Mas, outra coisa é entender o processo pelo qual nos adaptamos a este tipo de amor.

Este processo é o que não assimilamos. É uma progressão através da edificação das línguas que nos leva a um lugar no Espírito onde finalmente somos fortes o suficiente para nos entregar totalmente ao amor ágape.

Pr. Dave Roberson