quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Irresistível a Deus (3)


As faces do Orgulho:

MIRIÃ: FAMILIARIDADE LEVA À DESOBEDIÊNCIA (Cp 11 e 12 de Números).

Foi a mansidão que o (Moisés) segurou de se defender e permitiu que o Todo-Poderoso lutasse suas batalhas por ele.

Miriã deveria saber disso, tendo sido uma testemunha ocular da fúria de Deus contra aqueles que escarneceram da liderança de seu irmão.

SAUL: REBELIÃO É COMO O PECADO DA FEITIÇARIA (1Sm 15)

Antes de ser elevado à dignidade real, Saul se considerava incapaz de carregar um fardo tão pesado. Depois dos grandes sucessos militares, ele ficou cheio de arrogância e reinou de maneira abertamente desafiadora às condições sobre as quais Jeová o investiu no cargo. 

Deus prova Seus servos e não lhes mostra o Seu favor completo nem Sua confiança até que eles tenham sido testados. Abraão foi provado e encontrado fiel, assim como Moisés, Davi e Daniel.

Apesar dos avisos pessoais de Deus, Saul preferiu escolher obedecer parcialmente, não se dando conta de que a obediência parcial é, na verdade, desobediência.

Como Miriã, o rei Saul corrompeu- se pelo poder e considerou-se muito mais do que, na verdade, era.

Saul esqueceu-se de que sua tarefa era apenas ser um agente visível de Deus para o Seu povo. Foi o Altíssimo quem o colocou naquela posição, deu-lhe favor perante os olhos daquela nação e concedeu-lhe as vitórias sobre os inimigos de Israel.

Podemos aprender muitas lições com a vida de Saul, e a primeira delas é que a obediência ao Senhor é uma questão do coração. PV 29:1

Um outro ponto chave nessa história é que ser fiel nas pequenas coisas do dia-a-dia é muito mais importante do que fazer grandes atos para Deus. De fato, o Senhor nunca usará uma pessoa de uma maneira grandiosa até que ela tenha aprendido as lições diárias de submissão

NAAMÃ: ENSINADO PELOS SERVOS (2Rs 5)

A mais óbvia é que, quando ele tinha tudo caminhando da forma esperada, não sentiu a necessidade de procurar um relacionamento com o Altíssimo, e isso não é diferente hoje, mesmo com os crentes.

A ausência de problemas tende a deixar as pessoas orgulhosas e auto- suficientes. Então, em Sua misericórdia, o Senhor permite que a adversidade aconteça em nossa vida para que tenhamos sempre a consciência da necessidade de Sua ajuda.

O fato da questão é a verdade que servos têm muito mais facilidade de entender o Senhor, pois o Reino de Deus é fundamentado na servidão. Eles têm uma singela forma de pensar que os ricos e poderosos não compreendem.

Finalmente, os sete mergulhos de Naamã no rio Jordão na frente de toda a tropa é uma linda ilustração de como o Senhor ajuda as pessoas a se rebaixarem. Cada vez que ele mergulhava, aproximava-se mais um pouquinho do conhecimento do Todo-Poderoso.

Oração:

Querido Pai, eu vejo o orgulho agindo nessas três vidas. Eu desejo que o Senhor me faça mergulhar sete vezes ou até me ponha fora do campo por uma semana, mas, por favor, não deixe que meu orgulho saia tanto de controle que o Senhor tenha de me punir como fez com Saul. Amém.

(Continua) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário