domingo, 20 de agosto de 2017

Aprendendo a Odiar Todos os Empecilhos


Então, ao invés de responder imediatamente as minhas orações fervorosas e intensas por uma unção que traria um avivamento, Deus me mandou buscar o amor ágape com a mesma intensidade e fervor. Ele me assegurou que, ao buscar o amor, também estaria buscando o seu poder de uma maneira mais excelente.Comecei a buscar o amor ágape e aprendi a odiar aquelas coisas que estavam erradas em minha vida com mais fervor do que antes. Era uma raiva divina que precedia a purificação.

Veja, quando você chega ao lugar onde odeia com intensidade aqueles erros que o impedem de um andar mais próximo com Deus, você irá finalmente tomar uma decisão. Na busca por um caminho mais excelente, eu determinei que me adaptaria ao tipo de amor ágape. Mas, os meus esforços pareciam atingir os resultados opostos. Quanto mais eu aprendia sobre o amor, mais o meu conhecimento detectava as coisas erradas que estavam em minha vida. Fiquei em estado de falta de
esperança e acreditava que eu era a criatura mais miserável, que jamais poderia andar no nível do amor ágape descrito em Primeira Coríntios 13.

Eu não entendia que o Espírito Santo estava trazendo à superfície tudo o que o diabo poderia usar
para me destruir em minha busca pelo amor ágape, a fim de me purificar. Era tudo parte de um processo que ajudava a me entregar o suficiente a Deus para me equipar completamente à função a que Ele me chamou. Eu também não sabia sobre a progressão para o poder, descrito neste mesmo capítulo, que me levaria para o amor ágape, o qual estava buscando.

Não se Aprende o Amor Ágape da Noite para o Dia.Veja, todos nós pregadores adoramos pregar sobre o capítulo 13 de Coríntios. Adoramos nos especializar no tipo de amor ágape.
O amor ágape não se comporta de maneira imprópria. Não busca seus próprios interesses, não pede recompensas ou prêmios por serviços feitos. Não é dado baseado nas reações de uma pessoa. Não se exaspera com facilidade. Não se ressente do mal. Não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo espera, tudo crê, tudo suporta. Este amor nunca falha; você o levará para o Céu com você. As línguas cessarão. As profecias cessarão. A ciência passará. Você não precisará de nenhum deles. Mas, você irá passar pela fronteira celestial e entrará na Presença de Deus com o amor ágape.

Ah, sim, nós pregadores adoramos falar sobre o amor ágape. Usamos as palavras gregas; criamos uma imagem de um cristão perfeito que não se exaspera com facilidade. Então, no dia seguinte aconselhamos alguém, “Oh, sim, você tem os seus direitos. Processe-os!”. Deus, ajude-nos! Nós nos entretemos tanto neste assunto do amor em Primeira Coríntios 13 que perdemos a seqüência do poder que nos leva até ele! Pensamos que podemos pregar sobre o amor ágape em um dia e no dia seguinte todos os que ouviram a mensagem serão perfeitos e bons uns com os outros. Eles não mais agirão de maneira errada. Não haverá mais críticas, calúnias, brigas ou desprezo.

Dizemos às pessoas, “Vocês não deveriam fazer este tipo de coisa”, e então presumimos que todos irão automaticamente parar. Por que presumimos isto? Parece que a maioria de nós pregadores nascemos ontem! Quando você começa a entender tudo o que o amor ágape engloba, você percebe que a maioria dos cristãos não anda neste tipo de amor no dia-a-dia. A maioria nunca andará. É difícil de se adaptar a este tipo de amor se você ainda tem um centímetro de carne que não foi mortificado.

Uma coisa é pregar sobre este amor ágape e dizer que uma vez que nos adaptarmos a ele, nunca
falharemos. Mas, outra coisa é entender o processo pelo qual nos adaptamos a este tipo de amor.

Este processo é o que não assimilamos. É uma progressão através da edificação das línguas que nos leva a um lugar no Espírito onde finalmente somos fortes o suficiente para nos entregar totalmente ao amor ágape.

Pr. Dave Roberson

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

A Purificação Antes do Poder


Com grande intensidade, eu busquei a Deus por anos, a fim de obter os dons que me equipariam para o meu chamado. Eu orava, “Oh, Senhor, por favor, me use com o Seu poder. Eu jejuarei e orarei – farei tudo o que eu tenho que fazer para que Você possa mover através de mim com o Seu poder!”.

Veja, desde o dia em que nasci de novo, o chamado de Deus dominava o meu interior. Toda vez que eu me perdia no Espírito Santo ao orar, eu via o Espírito se movendo em avivamento. Eu via pessoas correndo ao altar para serem salvas e grandes milagres acontecendo em todos os lugares, como membros crescendo e olhos aparecendo em orifícios oculares vazios.

Esta visão me segue; sempre quando eu entro no Espírito eu a vejo. É uma força que me dirige. E eu determinei que continuarei me entregando ao Espírito Santo até que um dia eu veja com os meus próprios olhos a Presença de Deus se movendo em minha vida e em meu ministério com uma glória magnífica, além do que eu possa imaginar. Então, por anos eu busquei a Deus verdadeiramente
– suplicando, jejuando e orando por uma unção poderosa o suficiente para causar um grande avivamento. Mas, posso testificar agora que, se Ele houvesse me dado o que eu estava desejando, eu teria sido destruído.

Havia erros e falhas de caráter que ainda precisavam ser purificados. Se Deus houvesse me dado o poder antes da purificação, minha vida e meu ministério teriam sido destruídos. Este foi, na realidade, o caso de muitos homens de Deus no passado. Eles buscaram a Deus e ao Seu poder com muita intensidade, mas, então, fraquezas escondidas começaram a aparecer quando eles se entregaram às estratégias enganosas do inimigo. Por exemplo, Alexander Dowie foi tão usado no poder milagroso de Deus na virada do século que foi capaz de formar uma cidade de inteira chamada Zion fora de chicago com dez mil servos. O poder de Deus operando através do ministério de Dowie causou um grande avivamento. Mas, com o tempo, Dowie começou a acreditar que ele era o próximo Elias. Este engano trouxe a queda do seu ministério.

Pr. Dave Roberson 

domingo, 13 de agosto de 2017

Procure Com Zelo o Amor Ágape


Para descobrirmos mais sobre o papel da oração em línguas em nos levar a uma revelação mais profunda do amor ágape em nossas vidas, vá para Primeira Coríntios 13, o grande “capítulo do amor” na Bíblia. Primeiro, olhe para este capítulo em contexto com os capítulos que o cercam. Primeira Coríntios 12 é um capítulo maravilhoso que lida com a erradicação da ignorância com respeito aos dons espirituais, operações e governo de Deus.

O capítulo 14 é a explicação mais fenomenal das forças espirituais que pertencem à oração
em línguas. Paulo vai de uma explicação do governo de Deus para uma explicação da operação do Espírito e das línguas. Então, ele coloca Primeira Coríntios 13 entre estes dois capítulos. Mas, primeiro, ele faz uma declaração profunda: Entretanto, PROCURAI, COM ZELO, os melhores dons. E eu passo a mostrar-vos ainda UM CAMINHO SOBREMODO EXCELENTE. – 1 Coríntios 12:31
Em essência Paulo estava dizendo, “Quero mostrar a você um caminho mais excelente. Se você quiser poupar o seu tempo de problemas, então, você precisa procurar com zelo, ou ansiar, por este tipo de amor ágape com tudo o que você tem, da mesma maneira que você anseia pelos melhores dons”.

Quão importante é buscar o amor ágape? Paulo faz esta declaração em Primeira Coríntios 13:13:
Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor [ágape], estes três; porém o MAIOR DELES É O AMOR. Se eu tivesse que escolher, provavelmente diria que a fé é a maior coisa que existe e depois a esperança. A esperança corresponde ao tempo que você passa se alimentando com a Palavra de Deus, até que a sua fé se manifeste. Mas, Paulo diz, “Maior que a fé e maior que a esperança é o amor ágape que se renuncia”. Isto significa que não existe nada mais importante em sua vida, para ansiar e desejar verdadeiramente, do que o amor ágape. “Procurar com zelo” ou “ansiar” neste versículo é tão forte em seu significado como a palavra “cobiçar” nos Dez Mandamentos, onde está escrito, “Não cobiçarás a mulher do teu próximo” (Ex.20:17). Cobiçar é usado em sentido negativo e significa um desejo tão poderoso que consome um homem, fazendo com que ele busque incessantemente o que anseia, até que isto domine todo o seu caráter.

Mas, “ansiar” é usado em um bom sentido, e significa buscar algo que Deus quer que você tenha, com o coração faminto, até que você o obtenha. Nunca tive problemas para ansiar verdadeiramente
pelos melhores dons. Tenho jejuado e orado – tenho feito tudo que sei para ser qualificado a fim de que Deus me use. Então, foi um choque para mim quando Deus falou em meu espírito, dizendo, “Deseje os Meus dons com tudo o que está em você. Mas eu lhe mostrarei um caminho mais excelente para que você anseie pelos melhores dons”.

Eu disse, “Deus, Você tem a audácia de dizer que depois que passei a minha vida jejuando, orando e ansiando pelo o que Você tem de melhor, Você me mostrará um caminho mais excelente?”. A resposta para esta pergunta foi sim; Deus realmente teve a audácia, e sim, Ele iria me mostrar
um caminho mais excelente. Na versão original da epístola de Paulo aos Coríntios não existia uma divisão entre os capítulos 12 e 13. Então, assim que Paulo fez a declaração sobre ansiar pelos melhores dons e mostrar aos Coríntios um caminho mais excelente, ele introduziu o assunto do amor:

Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor... (1 Co.13:1). Em outras palavras, o caminho mais excelente para ansiar verdadeiramente pelos melhores dons é buscar o amor ágape com a mesma intensidade. Quando você fizer isto, você estará procurando e ansiando pelos melhores dons que Deus tem para você, da maneira mais poderosa possível. O que são “os melhores dons”? Bem, você foi chamado para preencher uma das oito operações de Deus. Para você, os melhores dons são aqueles que o qualificam para a função ou operação que você foi chamado para cumprir.

Pr. Dave Roberson 

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Alimentando a Semente do Amor Ágape Através da Oração


Embora Deus tenha plantado a natureza e força do amor ágape em seu espírito, Ele pode ser tão reprimido e dominado pelas emoções de sua alma que você pode até nem saber que Ele existe em seu interior. Mas, quando você ora em línguas, você ultrapassa a operação da alma física e joga um salva-vidas ao seu espírito. Logo, o processo de edificação começa a alimentar aquela semente do amor ágape em seu coração fazendo com que ela germine e cresça.

 A força do amor em seu espírito cresce e cresce até que um dia domina as emoções da sua alma ao invés de ela dominá-lo. Isto é o que significa retirar o homem velho e colocar o homem novo.
No sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, E vos renoveis no espírito do vosso entendimento, E vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade. – Efésios 4:22-24

O Amor Perfeito Lança Fora o Medo

Quando você se reveste do seu novo homem ao se entregar à Palavra e à oração, o Espírito Santo edifica, purifica e desenvolve o seu caráter através do seu espírito até que tudo o que você diz, pensa ou faz seja governado pelo amor ágape. Vamos ver Primeira João 4:17,18 para aprender mais sobre esta força poderosa. Nisto é em nós aperfeiçoado o amor, para que, no dia do Juízo, mantenhamos confiança: pois, segundo ele é, também nós somos neste mundo.

No amor não existe medo; antes, O PERFEITO AMOR LANÇA FORA O MEDO.
ORA, O MEDO PRODUZ TORMENTO; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor.
A palavra “nisto” aponta para o versículo seguinte, que nos diz como saber quando o amor está sendo aperfeiçoado em nós. Nisto é aperfeiçoado o amor de Deus em nós: O perfeito amor lança fora o medo, pois o medo tem tormento. Quando percebermos que estamos sendo purificados do tormento e medo, é que o amor está sendo aperfeiçoado em nós.

Por exemplo, se você decidisse me processar, como eu poderia usar de misericórdia com você se eu estivesse em medo e tormento com respeito ao resultado da situação? Mas, quando o amor é aperfeiçoado em mim, eu sei que não posso perder. Você pode pegar tudo o que eu possuo no momento, mas, Lucas 6:38 diz que o Meu Pai irá restaurar tudo de volta para mim, de uma maneira recalcada, sacudida e transbordante. Ele me dará mais do que eu tinha antes!

Qual é o sinal de que estou me aproximando de Deus e do amor ágape? Este é o sinal: Durante este percurso, estarei me livrando de tormentos e medo ao entrar no descanso e refrigério.
Eu costumava achar que o amor era um sentimento, mas não é. Eu costumava achar que o amor era um comportamento que me ajudaria a sobreviver quando eu estivesse lidando com o que não é amável. Mas não é um comportamento também. Dentro do amor ágape habita uma presença de paz.

Quando você se aproxima de Deus e o amor Dele é aperfeiçoado em você, aquela paz começa a dominar, enquanto o medo e o tormento perdem o controle. Este é o primeiro sinal de que você está sendo purificado do amor phileo para o amor ágape. Como um ministro, eu gostaria de poder abrir o seu coração e colocar o amor ágape em você com uma força que tiraria para sempre todo o tormento e medo que amaldiçoou sua vida. Eu entendo o processo pelo qual você pode atingir este objetivo, mas, tudo o que eu posso fazer é ensiná-lo sobre ele.

Eu posso martelar isso em seu intelecto. Na medida do possível, posso ensiná-lo com a unção de Deus diretamente para o seu espírito. Mas, não posso fazer com que este processo para o aperfeiçoamento do amor aconteça em sua vida. Contudo, se eu puder convencer você a se entregar à oração no Espírito Santo, então, você poderá fazer com que este processo comece em sua própria vida. Você começará a se edificar no seu homem interior através do poder do Espírito Santo.

Então, o Espírito Santo começará o processo de mortificação através da edificação do seu homem interior para purificar todas as inseguranças, intimidações, carnalidades e desejos que têm atrapalhado sua vida. É assim que o amor de Deus é aperfeiçoado em você. Na medida em que o Espírito Santo edifica a sua nova natureza, o tormento e o medo começarão a sair de você e você se aproximará do amor ágape.

Pr. Dave Roberson 

domingo, 6 de agosto de 2017

O Amor Ágape é Misericordioso


O amor ágape diz, “Seja misericordioso assim como seu Pai Celestial é misericordioso” (Lucas 6:36). Quão misericordioso é nosso Pai Celestial? Bem, você e eu estávamos perdidos e rumo ao inferno. Não tínhamos nada para dar em troca. Não tínhamos, absolutamente, nenhum direito de nos aproximar de Deus. Não éramos capazes de entrar na brecha por nós mesmos.

Mas, Deus teve misericórdia de mim e de você. Não merecíamos e não podíamos pagar Sua misericórdia; não tínhamos nenhum caminho para nos aproximarmos de um Deus infalível. Mas, Ele se aproximou de nós em Sua misericórdia. Ele percorreu aquele vazio com o sangue de Jesus. Então, como você pode obedecer à ordem de Jesus de ser misericordioso assim como o Pai é? Jesus proveu
a direção em Lucas 6:27-38.

Quando alguém tira a sua capa, dê-lhe também a sua túnica. Quando alguém te bate numa face, vire a
outra face. Quando alguém pega os seus bens, dê a ele mais do que foi pedido. Quando alguém maldisser você, ore por ele e o perdoe. Quando alguém odiar você, continue andando em amor.
Por quê? Porque você está tendo misericórdia desta pessoa. Você está preenchendo a brecha com o sangue de Jesus mesmo quando aquela pessoa não merece. Isto é o amor ágape!

O resultado de andar neste tipo de amor ágape é revelado em Lucas 6:38: Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão; porque com a medida com que
tiverdes medido vos medirão também. Jesus estava dizendo isto: “Se vocês forem filhos do
Altíssimo, que é misericordioso mesmo com o maligno e com o ingrato e dá o amor ágape aos outros, então, Meu Pai restaurará tudo o que vocês houverem perdido – de maneira recalcada, sacudida e transbordante.

Enquanto o ladrão está tirando o seu dinheiro pela porta de trás porque vocês usaram a misericórdia, Meu Pai estará na porta da frente com o amor ágape e restaurará abundantemente tudo o que vocês perderam!”. É por isso que o amor ágape não pode falhar (1 Co. 13:8)! Contudo, é mais fácil falar do que andar no amor ágape. Para muitos de nós, se alguém nos processasse, nossa primeira reação seria, “Ah é? Bem, pode me processar – você vai se arrepender!”.

Então, como atingimos aquele lugar no amor ágape onde somos misericordiosos assim como o Pai é? A Bíblia nos ensina que orar em línguas é a chave principal para nos purificar, ao passarmos por uma progressão de passos que nos levam ao tipo de amor ágape.

Pr. Dave Roberson 

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

A Progressão Divina Para o Amor Ágape


Eu considero ser a maior honra passar uma hora na Presença de Deus com a terceira Pessoa da Trindade, enquanto Ele cria uma linguagem sobrenatural no interior de meu espírito. Por quê? Porque a cada sílaba que eu falo naquela linguagem, o Espírito Santo está operando uma transformação milagrosa dentro de mim.Veja, há anos atrás eu pensava que as línguas para edificação pessoal estavam relacionadas restritamente com falar mistérios, segredos divinos e me edificar com revelação. Apenas mais tarde descobri que também tem a ver com a minha purificação, para que eu possa aprender a andar no amor ágape – o tipo de amor que não procura os seus interesses e renuncia a si mesmo em nome do próximo.

Amor Ágape versus Amor Phileo Eu não tenho maior objetivo na vida do que aprender como andar neste tipo de amor de Deus, então, quero conhecê-lo melhor: Eu conheço muito sobre o amor “phileo”, mas eu quero conhecer melhor o amor ágape. Eu me apeguei a Jesus, aquele que João revelou quando disse, “Deus é amor” (1 João 4:16). Jesus não nos ama apenas; Ele é Amor. Ele é incapaz de qualquer outra coisa a não ser o amor. É por isso que não O entendemos como deveríamos – porque não entendemos o amor ágape.

Geralmente não temos problemas com o amor phileo. Phileo pode ser um amor forte, mas possui seus
próprios interesses em jogo. É um amor mais condicional que diz, “Eu posso amá-lo se de alguma maneira você me trouxer prazer” ou “Eu irei amá-lo, mas, eu quero algo em troca”. A maioria de nós sabe como amar as pessoas com o amor phileo. Mas, nós não temos feito um bom trabalho em andar no amor ágape. O ágape é um amor que se auto-renuncia. É totalmente centrado nos interesses e no bem estar daquele que é amado. Por exemplo, o amor phileo pode me pôr em guerra porque eu amo meu país.

Eu posso até dar o meu corpo para ser queimado, em esperança de uma vida melhor para meus filhos. Eu sacrificaria minha vida no altar. Mas, se o amor ágape for para a guerra é por motivos mais relevantes. Eu posso ainda sacrificar minha vida para que meus filhos vivam livres de ameaças ou perigos. Mas, ao mesmo tempo eu penso no soldado inimigo. Minha oração é que a guerra pare e que meu inimigo nasça de novo em Cristo. Muitos casamentos são baseados no amor phileo e não no ágape. O casal se ama pelo que pode receber um do outro. Se os casamentos fossem baseados no amor ágape de Deus, que se renuncia, não haveria mais divórcios.

Pr. Dave Roberson