sábado, 30 de abril de 2016

Meditação de Abril


"Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis." (2Co 8:9)

"E disse-lhe: Sai da tua terra e dentre a tua parentela, e dirige-te à terra que eu te mostrar." (Atos 7:3)

"Cumpriste-lhe o desejo do seu coração, e não negaste as súplicas dos seus lábios. (Selá.) Pois vais ao seu encontro com as bênçãos de bondade; pões na sua cabeça uma coroa de ouro fino." (Salmos 21:2-3)

"Firmam-se em mau intento; falam de armar laços secretamente, e dizem: Quem os verá?" (Salmos 64:5)

"Portanto, eis que lhes farei conhecer, desta vez lhes farei conhecer a minha mão e o meu poder; e saberão que o meu nome é o Senhor." (Jr 16:21)

"Ouvi-me, vós que conheceis a justiça, povo em cujo coração está a minha lei; não temais o opróbrio dos homens, nem vos turbeis pelas suas injúrias." (Is 51:7)

"O Senhor trouxe a nossa justiça à luz; vinde e contemos em Sião a obra do Senhor, nosso Deus."
(Jr 51:10)

"E deu-lhes as terras dos gentios; e herdaram o trabalho dos povos;" (Salmos 105:44)

"Considerai, pois, vos rogo, desde este dia em diante; desde o vigésimo quarto dia do mês nono, desde o dia em que se fundou o templo do Senhor, considerai essas coisas.
Porventura há ainda semente no celeiro? Além disso a videira, a figueira, a romeira, a oliveira, não têm dado os seus frutos; mas desde este dia vos abençoarei." (Ageu 2:18-19)

"O Senhor Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas. (Para o cantor-mor sobre os meus instrumentos de corda)." (Habacuque 3:19)

Deus te abençoe
Gaste mais tempo com seu Pai

Leonardo Lima Ribeiro

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Adoração que quebra barreiras.


Então, orar em línguas é algo mais profundo que o seu âmbito emocional. Vem do seu espírito – o fundamento sobre o qual a sua vida descansa, a parte de você que o Espírito Santo foi enviado para ensinar, nutrir e edificar.

Isto pode significar que você nem sempre experimentará emoções maravilhosas. Mas, a edificação é um processo necessário pelo qual você é transformado na Palavra que você ouviu – a Palavra que determina o padrão em sua vida.

O Papel da Adoração

Então, a edificação não inclui necessariamente as minhas emoções. Se eu quiser sentimentos, eu adoro, porque isto foi feito para trazer as emoções divinas que eu preciso para fortificar o âmbito da minha alma.
Você não pode fazer nada melhor em meio à tribulação do que adorar. A adoração sustenta você, estabilizando suas emoções para vencer a tribulação.

(Contudo, você não quer apenas ser sustentado quando um problema vem; você quer ir adiante em Deus

e ser livre do problema. Este é o trabalho do Espírito Santo e é aí que a oração em línguas entra, porque todas as mudanças permanentes vêm de dentro.)

É por isso que Tiago disse que você deve se regozijar quando passa por tentações, testes e tribulações. Regozije-se em meio as suas aflições, enfermidades e perplexidades. Alegre-se. Quando você volta sua atenção inteira para Deus, liberando suas emoções em admiração e adoração a seu Pai, aquela alegria irá estabilizar o âmbito de sua alma, a parte de você onde o diabo opera.

(Continua...)

domingo, 24 de abril de 2016

A prece que alcança a Deus começa e termina com Adoração


ORAR COMEÇA COM ADORAR

Nosso Deus é grande e bondoso. Tudo quanto somos ou viemos a ser, devemos exclusivamente a Ele, o doador de todo o bem e de toda a dádiva perfeita.
Portanto, como criaturas para com seu Criador,devemos a Deus a nossa sincera adoração e louvor.


O PRIMEIRO ELEMENTO DA PRECE É POIS A ADORAÇÃO

è aqui justamente onde muitos erram. Encaram a oração, na maior parte das vezes, como simples meio de obter socorro, numa emergência.
Este é sem dúvida um dos propósitos de orar, porém muito longe está de ser o único.

Deus removerá montes, fará parar, se preciso o sol e a lua nas suas órbitas, mas quer também alguma coisa da oração.
Que poderia exigir? Ele o eterno, o Todo-suficiente, que teríamos nós porventura para oferecer Aquele que rege os mundos?

Existe, na verdade, alguma coisa que podemos dar a Deus, algo que Ele busca e muito deseja:  NOSSA ADORAÇÃO CONSAGRADA

Visto que a criatura tudo deve a Ele, é justo e digno que O adore.

Os homens devem, louvá-lo todos os dias de sua vida. É o que declara o último versículo do salvo 150: “ E tudo quanto tem fôlego, louve ao Senhor”

Fizemos menção no primeiro capitulo, da narrativa da mulher samaritana junto ao poço de Jacó.Ela suscitara a pergunta sobre qual o melhor lugar para o ato de adorar. E aquela pobre alma não esclarecida, Jesus propiciou uma das Suas maravilhosas revelações, dizendo: Mas vem a hora, e já chegou, quando os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. Porque são estes que o Pai procura para seus adoradores.

Cristo assim revelou que uma coisa Deus busca da raça humana, algo que lhe pode ser dado se os homens o quiserem: O ADORAR EM ESPIRITO E EM VERDADE.

Quando Jesus esteve na terra, grande parte das pessoas religiosas da época haviam transformado a oração em mera fórmula.

Uma seita afirmava que somente em Jerusalém deviam os homens adorar a Deus.

Outra dizia que o lugar apropriado era o Monte Gerizim, em Samaria. Jesus, porém, revelou que nem em Jerusalém, nem qualquer monte, em particular, tinha qualquer coisa a ver com lugar onde orar. Deus é espírito.

É onipresente. Portanto, deseja que todos O adorem onde quer que estejam, Ele busca os que assim O adoram.

Satanás também disputa a adoração dos homens. Quando o diabo tentou Cristo, prometeu-lhe os reinos da Terra  e a glória deles se Ele, prostrado, o adorasse( Mt 4.9).

Jesus repeliu com veemência o oferecimento de satanás, retrucando-lhe que só a Deus está reservado render adoração .

Notem como Cristo, ao orar, rendia graças e louvores a Deus. Sua primeira oração registrada foi:

“ Graças te dou ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos.” (Mt 11:25)

Antes de Cristo levantar Lázaro do túmulo, rendeu graças a Deus por tê-lO, já ouvido.

Quando as criancinhas O louvaram, ao fazer Sua entrada triunfal em Jerusalém, ao invés de as repreender conforme lhe fora solicitado, respondeu:

“Sim, nunca lestes: Da boca dos pequeninos e crianças de peito tiraste perfeito louvor?(Mt 21.16)

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Andando e orando em línguas...


“Você tem algo contra andar enquanto ora em línguas, irmão Roberson?” Não, eu não tenho nada contra andar e orar. Mas, chega uma hora quando precisamos aprender a ter disciplina na oração para nos familiarizarmos com o Espírito Santo. Neste momento, o melhor que podemos fazer é ficarmos o mais quietos possível enquanto o nosso espírito ora os mistérios de Cristo em línguas.
Edificação Não Significa Sentimentos.

Muitas vezes, as pessoas buscam por sentimentos enquanto oram em línguas. É por isso que eu grudo as pessoas a uma cadeira durante a oração em conjunto – para ajudá-las a ir além da busca por sentimentos.
“Você sente algo quando ora em línguas, irmão Roberson?”.

Ah, sim, não me entenda errado. Eu recebo muito bem as emoções quando elas vêm. De vez em quando algo é edificado em meu espírito até que finalmente é liberado para minha alma e então minhas emoções dizem, “Uau!” Mas, eu não julgo nada que recebo baseado no que sinto. Eu apenas permaneço orando em línguas e crendo na Palavra, que diz que estou me edificando.

Veja, as línguas se originam em seu espírito pelo poder do Espírito Santo. As emoções são adicionadas quando as línguas passam pela sua alma. É por isso que se você gritar ou sussurrar – se você usar suas emoções ou não – o resultado da sua oração não será alterado.

Quando comecei a orar no Espírito Santo, pensei que não estava orando efetivamente se não sentisse um formigamento em meus dedos ou atingisse um certo estado de “empolgação emocional”. Então, passei por um período de oração em que cada vez que orava em línguas uma guerra emocional eclodia em meu interior. Eu quase parei de orar porque pensei que o Céu estava fechado contra mim. Eu estava julgando a minha comunicação com o Céu baseado nas emoções que sentia, ou não, nas orações.

Agora eu sei que a edificação não significa sentimento. Orar no Espírito Santo é algo mais profundo que as nossas emoções. As emoções pertencem ao nosso âmbito da alma, mas poder e edificação pertencem ao âmbito espiritual.

O Espírito Santo até mesmo deixa nosso intelecto de lado enquanto oramos em línguas. Isto é uma afronta para nosso orgulho carnal! Podemos orar três horas no Espírito Santo sem que Deus nos diga sobre o quê estamos orando!

Por exemplo, uma vez tive uma visão sobre o México. Orei e orei no Espírito para tentar descobrir quando aquela visão iria acontecer. Eu importunei Deus sobre isto, perguntando por que Ele não me mostrava mais sobre o avivamento que eu vi e que viria. “Por favor, mostre-me que encontro foi o que eu vi”, eu orei, “mostre-me o que eu tenho que fazer”.

Finalmente, o Senhor me interrompeu numa manhã durante a oração e disse, “Se Eu lhe disser em inglês o que tenho planejado para você, você irá estragar tudo!”. Ele estava certo, porque mais tarde quando descobri o que iria me custar para cumprir o que Ele queria que eu fizesse no México, precisei de uma edificação extra só para aguentar!

(continua...)

domingo, 17 de abril de 2016

A adoração. Afeta a quem?


ADORAÇÂO – Carta de dezembro de 2002  Dave Roberson

Existe outra chave que possa ser colocada junto a estas outras duas chaves já mencionadas para continuar a jornada da mudança interior? Sim – chama-se ADORAÇÃO.

Você pode perguntar: “Mas a adoração afeta a quem?” Ela afeta a pessoa que está adorando.

Não há ninguém que esteja adorando o Senhor que não seja beneficiado em receber mudança.
Deus nunca vai mudar. Por isso, já que Ele é sempre O mesmo, eu é que tenho que mudar pelo processo de adoração. Assim, eu experimento não apenas a comunhão entre eu e meu Pai, mas elevo o meu espírito em Sua presença por horas pela qual vou saindo da condição em que me encontro e entrando na condição Dele, no âmbito celestial onde a paz e a vitória reinam.

Note que adorar a Deus leva você a um relacionamento com Ele, acelerando o processo da fé. (Sim, é claro que você tem fé, de outra forma você não estaria fechado em seu quarto adorando-O). É por isso que você vai receber muito mais de Deus através da adoração do que de qualquer outro jeito.
Com muita freqüência escondemos medos, fortalezas e velhos hábitos com os quais devemos lidados antes de recebermos qualquer coisa de Deus. Talvez estejamos cheios de medo, ou com falta de perdão e ódio de outras pessoas; é aí que entra a adoração. Não há como ministrar à nossa alma, confessando a Palavra de Deus dia após dia, sem eventualmente transformá-la.

Deus está tão interessado em transformar nossa alma que Ele responde a nossa confissão da Palavra. Por isso, Ele começará a lidar com os problemas que estão em nosso caminho. Ele faz isto porque damos a Ele os cuidados daqueles problemas ao falarmos o tempo todo a Palavra e é desta forma que Ele é capaz de resolvê-los.

É por isso que a adoração acelera o processo da fé. Quando você eleva o seu espírito na presença de Deus por horas de adoração pessoal, toda aquela carga de fatores negativos que impedem a mudança interior, irão inevitavelmente dar passagem à medida que você supera a carne. E a doce comunhão com Deus que se segue irá liberar fé e começará a libertar você dos problemas que o prenderam por tanto tempo.
Efésios 5:18 diz: E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito. A alternativa de ser embriagado com vinho é ser cheio com o Espírito. Versículo 19 nos diz como sermos cheios com o Espírito:
Falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais.

Quem é afetado quando adoramos o Senhor? Este versículo diz que somos NÓS.
Mas qual é a parte que a adoração afeta? Uma vez, Deus me deu uma visão que respondeu esta pergunta. Eu vi uma pedra ser jogada num lago onde apareceram ondulações naquela pequena quantidade de água atingindo até a margem.
Eu perguntei ao Senhor, “O que isto significa?”

O Senhor respondeu, “Quando você começa a Me adorar, a primeira coisa que você vai preencher é o seu espírito. Então a presença do Espírito irá transbordar em sua alma; é aí que o batismo dos sentidos se inicia. Depois do seu corpo ser completamente cheio, o transbordamento irá começar a afetar a sua área geográfica”.

Eu finalmente entendi. A parte de nós que adora irá conseqüentemente afetar os nossos sentidos naturais. Aqueles que se embriagam com vinho fazem isso para sedar seus sentidos a fim de sobreviverem. Mas a adoração tem um efeito oposto, ela embriaga os seus sentidos a fim de você vencer!
Quando Deus começa a se mover em seus sentidos, Ele o embriaga para o mundo natural, na medida em que você põe seus olhos Nele e em Sua Palavra. De repente, você olha para seus problemas e pensa, Por que eu achei que estes problemas eram impossíveis de serem resolvidos?

Por que isto acontece? Agora você está sob a influência da adoração e o pêndulo se moveu no âmbito de Deus, onde tudo é possível. Os seus sentidos estão sendo batizados em Sua presença e em Seu poder, fazendo com que agora você não veja razão alguma pela qual Ele não responda a sua oração!
Veja o que o próximo versículo diz: Dando graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Isto está falando sobre a adoração pessoal. Assim, você está ministrando a você mesmo quando dá graças a Deus o Pai por todas as coisas em Nome de Jesus.

Talvez você pergunte, “Isto significa que devemos dar graças não só pelas coisas boas, mas também pelos acidentes de carro, doenças e tudo de ruim que acontece na vida?”.

Não, não é isto que Paulo está falando. Olhe o que o versículo 17 diz, lembre-se que estes dois versículos são parte do mesmo pensamento: Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor. Devemos ser sensatos a respeito da vontade do Senhor, assim, devemos dar graças pelo que faz parte de Sua vontade para nós, não por aquilo que não é de Sua vontade.

Alguns anos atrás, eu começava a minha oração com a adoração e com fé entregava as minhas necessidades. Era mais ou menos assim: “Deus, Você não é homem para mentir, Você exaltou Sua Palavra acima de Seu Nome, o Céu e a Terra passarão, mas a Sua Palavra nunca passará, Ela é sempre a mesma e eu tenho o que eu digo. Por isso, eu não trago ofensas para o Evangelho, eu quero agradecer porque eu não devo nada a nenhum homem a não ser o amor”.

Por muito tempo, eu tentei formular as minhas orações em forma de confissão da Palavra enquanto adorava a Deus. Mas quanto mais eu amadurecia na adoração, mais eu queria passar tempo glorificando-O. Continuei confessando a Palavra, mas comecei a adorar pelo menos por uma hora antes desta confissão!
Quando a minha adoração parece sem sentido, eu confesso versículos que sei que vão me tirar desta sensação, então continuo a adorar e glorificar a Deus.

Eu gosto muito de adorar a Deus. Aliás, se você me trancasse num quartinho sem luz por um mês e sem nada além da minha consciência e Deus, eu não teria nenhum problema!
Existe um lugar na presença de Deus através da adoração onde tudo parece se ajustar. Você pode se perder no Espírito por horas ao adorar, agradecer e glorificar o Senhor.

Eu concluí por experiência própria que o diabo envia um grande número de seus demônios para guardar esta porta deste lugar em Deus. Mas quando você supera a sua carne e entra neste lugar santo, é melhor que você esteja preparado para o que está por vir! Deus irá dar toda a atenção a você porque Ele não tem muitas pessoas que pagam este preço para chegar neste lugar, onde todas as coisas são possíveis Nele. Eu lhe garanto, você nunca mais vai duvidar que Deus pode lhe usar no trabalho de Seu Reino!

Talvez você diga, “Mas eu não tenho tempo para adorar a Deus por muitas horas de uma vez só”. Você pode dividir em dois turnos. Deus está mais interessado em suas ações do que em suas desculpas para não passar tempo com Ele – especialmente quando você está muito ocupado assistindo TV.

Isto não significa que há algo de errado com o lazer, contanto que isto não substitua Deus em sua vida ou o seu tempo com Ele. Sua alma foi feita para ser entretida, aliás, você acaba sendo uma pessoa entediada sem nenhum divertimento. Mas, tudo precisa estar em ordem. Deus não se importa se você se diverte com seus amigos, desde que não deixe de passar tempo com Ele e de tomar conta de sua família e responsabilidades.

Você pode ter razões plausíveis para não passar tempo com o Senhor. Por exemplo, você pode ser um pai que tem que trabalhar tempo integral e cuidar de seus filhos. Mas você pode abrir mão de alguma atividade que o impede de orar. Ache um lugar para estar sozinho com Deus e passe tempo em Sua presença, mesmo que seja uma hora ou trinta minutos por dia.

Tome a decisão, “Eu posso não ter muito tempo para ficar com Você, Senhor, mas eu serei fiel neste tempo que tenho. Enquanto isso, creio que Você irá mudar minhas circunstâncias até que eu tenha três horas livres para orar. Você pode me pagar mais por menos trabalho, me promover. Eu não sei como Você fará isto Senhor, mas eu sei que algo irá acontecer para me ajudar a encontrar este tempo. A mudança é certa em minha vida, porque eu escolho ser fiel no pouco, portanto eu sei que Você vai confiar o muito em minhas mãos”.

Quero falar sobre um ponto a respeito destas chaves para mudança interior. Deus não se manifesta necessariamente a você quando você ora em línguas, adora ou jejua por dois dias. Você pode orar uma hora em línguas por meses e ainda assim não notar nenhuma manifestação especial da presença de Deus.
Por quê? Porque Deus não se relaciona com você de acordo com a quantia de horas que você reservou para Ele. Ele se relaciona com você através da MUDANÇA PERMANENTE que resulta na sua vida através da oração.

Essa permanência de mudança é aonde Ele vem para ajudar-lhe a vencer aquela barreira que lhe tem impedido de andar com Ele.

(Pr. Dave Roberson)


quarta-feira, 13 de abril de 2016

A Maneira de Deus É Melhor (2)



Nós provavelmente sabemos como reivindicar nossa herança. Nós provavelmente somos bons em declarar, "A cura é minha. A provisão é minha!" Mas como podemos conseguir o tremendo poder do Espírito Santo que reside dentro de nós – o poder que ressuscitou Jesus dos mortos – para sanar os problemas que nós enfrentamos, para que aquelas bênçãos possam ser manifestas em nossas vidas? E ainda mais, como podemos descobrir nosso chamado divino?

Bem, será que somos tão sábios que podemos achar uma maneira melhor para responder estas questões do que a maneira que Deus nos deu quando Ele designou o Espírito Santo para vir e nos representar?

Veja, Deus não nos confiou a quaisquer dos milhares dos anjos a Seu serviço. Nós valemos mais do que isso para Ele. Não, Ele foi o mais alto que pôde e nos confiou ao Próprio Espírito Santo, o qual, então, veio fazer morada em nós. Desta forma, como podemos falhar, quando a terceira Pessoa da Trindade cria a oração e os outros dois integrantes da Trindade a respondem? Eu chamo isto de plano à prova de fogo!
A Sabedoria de Deus Contra as Estratégias de Satanás

O dia em que você decidir trancar-se em seu quarto para orar e passar algum tempo precioso com o Senhor – este será o dia em que você entrará na sala de aula do Céu, aqui na Terra, com o Espírito Santo como seu Professor. Você precisa dessa "sala de aula" se você for cumprir  seu chamado divino.
Lembre-se: Deus nos diz para sermos sábios como as serpentes e símplices como as pombas (Mt. 10:16). Por que Deus diria uma coisa assim? Porque Satanás tem todo um arsenal de armas que só pode ser combatido pela Sua sabedoria.

Por exemplo, suponha que Satanás entre no quarto com chifres e rabo e diga, "Com licença, meu caro cristão, eu vou tirar a Palavra de Deus do seu coração".Você olharia para ele e diria, "Você não vai tirá-La de mim!".

Ele falaria, "Por que não?".
"Porque você é o diabo!".

"Quem me denunciou?", ele perguntaria.

"Seus chifres e rabo". (Esta é a maneira tradicional que o diabo se mostra no folclore cristão).
Nesta altura, o diabo pensaria, "Eu nunca me mostrarei assim de novo. Eu vou pegar uma pele de carneiro e vestí-la. Então, espreitarei sorrateiramente e roubarei a Palavra de você, que nem sequer saberá quem está fazendo isso porque usarei a religião para seduzi-lo. Eu usarei as circunstâncias. Eu porei a culpa na economia. Ou porei a culpa em seu esposo ou sua esposa. De um jeito ou de outro, eu tomarei de você a Palavra de Deus, e você nem mesmo saberá quem está fazendo isso!".

Jesus diz que Satanás só vem para matar, roubar e destruir (João 10:10). E você bem sabe – o diabo é bom nisto! Ele não faz mais nada senão estas três coisas, as quais são suas especialidades desde que sua luz apagou e caiu do Céu (Is. 14:12). E se você julgá-lo mal – se não levá-lo a sério – ele poderá destruir você!
Agora, veja que devemos ser sábios como as serpentes e símplices como as pombas. Ainda assim algumas pessoas dizem que não precisam da ajuda do Espírito Santo na oração. Elas rejeitam a língua de Deus e recusam permitir que Ele ore a mente de Deus para elas, hora após hora. Contra quem elas acham que estão operando – um medíocre espiritual?

Satanás não é um inimigo para se desprezar. Ele é esperto e vem por uma única razão: matar. Ele não faz nada mais do que isto; ele não sabe nada mais do que isto. E se você não tomar cuidado com as suas estratégias, pela sabedoria de Deus, ele terá sucesso em matar tudo o que é bom na sua vida.

Já que isto é verdade, como um crente pode achar ser um sacrifício passar duas ou três horas em oração? O que ele está querendo dizer com isso?  "Eu fiz um grande sacrifício pessoal ontem à noite. Eu deixei Deus orar por mim durante três horas!".

Não, este crente não fez um grande sacrifício! Ele simplesmente apreciou o privilégio inestimável de orar no Espírito. O Espírito Santo criou uma linguagem de oração dentro dele que manifestou a mente de Cristo e a sabedoria infinita do Deus Todo Poderoso para sua vida!
O modo de funcionamento deste processo sobrenatural vai além do meu entendimento natural. Mas garanto a você que eu usarei o que Ele me deu!

Meu Pai Celeste me prometeu isto, e eu posso estendê-lo a você: Se você fielmente continuar a conhecer a Deus pelo Espírito Santo – e uma parte importante deste processo é orar em outras línguas – então, daqui a cinco anos, você não será o mesmo. Você não vai olhar para trás e se lamentar de que cada dia foi o mesmo, um mês igual ao outro, até três ou quatro anos se passaram e você acabou tão derrotado e igual, como estava no começo daquela época.

Não, se você buscar a Deus pelo Espírito, então, ao fim dos cinco anos você olhará para trás e verá que você experimentou o crescimento espiritual. Você mudou para melhor, está conhecendo o Próprio Jesus, enquanto o Espírito O revela para você. E você vai bem em seu caminho no cumprimento do chamado divino, à medida que ele se desvenda diante de você!

Dave Roberson

domingo, 10 de abril de 2016

O que tem tocado dentro desse templo?


Alguns assuntos são muito delicados para se comentar, principalmente quando envolvem pessoas que amamos.

Aproveitando algumas notícias da mídia, e já respondendo as perguntas que estão me enviando a respeito, existe algo que vocês podem ter certeza sobre mim:
Eu JAMAIS voltarei a cantar músicas que não sejam de adoração a Deus.
É uma decisão, não apenas profissional, mas espiritual e ministerial.

Acredito no seguinte: podemos ter “amigos” no mundo, podemos andar no mundo, fazer a diferença, sermos a luz do mundo, etc… mas o mundo não pode andar DENTRO de nós.
Ou seja: Não podemos amar as coisas do mundo, os prazeres do mundo. Precisamos amar as PESSOAS do mundo.

Amar, nesse caso, significa sermos usados como instrumento de salvação para os perdidos.
Acredito que a música é algo ESPIRITUAL, é energia pura, algo sobrenatural. Acredito (e também tenho respaldo bíblico) que a música tem o poder de entrar dentro de nós e ministrar a nossa alma e o nosso espírito humano. (Lembra de como Davi expulsou o espírito imundo de Saul ao ministrar louvor?
(1 Samuel 16.23)

Nós somos o TEMPLO do Espírito Santo.
Então pergunte a você mesmo:
O que tem TOCADO aí dentro deste templo?
Dentro de mim só tocam os louvores de adoração ao nosso Deus! Nenhuma música profana ou de simples entretenimento toca dentro de mim.

Porque?
Porque EU SEI que DEUS NÃO CRIOU A MÚSICA PARA DAR PRAZER AO SER HUMANO
(essa frase é do Pr.Cirilo), mas Deus criou a música para a adoração a Ele.

Acreditar nisso seria isso um tipo de “religiosidade”?

Não. Como eu sei que não?
Por causa da experiência prática da mudança nas minhas vontades.
Houveram muitos anos (após a minha conversão) que eu continuava com a prática de ouvir e cantar músicas que não eram de adoração a Deus, e enquanto eu não abandonei essa prática, muitas vontades malignas não me abandonavam, e muitas áreas da minha vida continuavam aprisionadas.

Posso testemunhar, e sei que muitos outros Cristãos podem testemunhar que, após deixarem a prática de ouvir músicas profanas, houve mudança em suas vontades, e em muitas áreas de suas vidas.
Precisamos ser um tipo de crente que, se Deus mandar deixarmos algo, deixamos NA HORA!
Precisamos ser um tipo de crente que “põe a mão no arado e não olha mais para trás…”
Porque quem põe a mão no arado e olha para trás (sente saudades do mundo) não é digno de Jesus.
Não foi fácil para mim, não foi fácil deixar certas músicas… Mas eu amo Jesus MAIS.
Eu amo Jesus MAIS do que qualquer prazer deste mundo.

Eu nasci na música do mundo. O preço de renúncia que eu paguei para poder servir ao Senhor foi alto. Por Jesus eu abandonei toda uma carreira. Eu não teria abandonado se Ele não tivesse pedido, e se deixar de obedecer não fosse algo que realmente pudesse comprometer minha caminhada em direção a eternidade.
Mesmo assim, sei que o preço que paguei não se compara com o preço que Ele pagou pela minha vida.
Por isso eu deixei tudo por Ele.
E deixaria de novo.

(Lucas 9:62)
“E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus.”
Traduzindo:
“Ninguém que começa a fazer a obra de Deus e fica com saudades do mundo, está capacitado para receber o reino de Deus.”
Por isso, quando alguém questiona (ou duvida que valha a pena) o nosso esforço em renunciar as coisas do mundo para seguir a Jesus, eu digo:
“Me mostre as tuas convicções, a tua teologia (ou até o teu ateísmo), que eu te mostro a mudança nas minhas vontades.”
Ser livre não é fazer o que quer, ser livre é conseguir querer o que Deus quer.
Ser livre é obedecer a Deus, e não ao diabo.

Paz, Pra.Sarah Sheeva

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Como Orar Efetivamente Em Línguas


Parece que há uma necessidade na Igreja por um ensinamento lógico e prático sobre o “funcionamento” da oração em línguas. Então, deixe-me lhe dar um guia básico para ajudá-lo a “edificar você mesmo em sua fé santíssima, orando no Espírito Santo” efetivamente.

Não se Trata de Quão Alto Ou Quão Baixo Você Ora

As pessoas sempre vêm até mim e perguntam, “como você ora em línguas, irmão Roberson?”.
Eu simplesmente respondo, “Oro assim”, então demonstro, orando sob a minha respiração.
“Mas, você não ora alto?”.
“Não, geralmente não”, eu respondo. “Deus não tem nenhuma dificuldade em ouvir”. (É claro que se eu orar alto Ele não irá se importar!).
Então, alguém me pergunta, “Bem, e se for línguas em guerra?”.
Eu perguntei, “Como se faz isto?”. Então, a pessoa demonstrou quase berrando em línguas.

“Por que você grita deste jeito quando fala com Deus?”, eu perguntei.
“Bem, eu pensei que estava falando com o Diabo”.
“Não, não, Primeira Coríntios 14:2 diz que você está falando com Deus. Você pode orar alto se quiser. Mas, não vai demorar muito e as suas amígdalas tocarão a Quinta Sonata de Bach! Você acabará explodindo as suas amígdalas!”.

Há também um grupo que diz, “Você não vai chegar a nenhum lugar em Deus a menos que você ore em língua de guerra”. Eles berram e gritam em línguas, achando que estão se dirigindo ao diabo.
Mas, não importa se você grita ou sussurra quando ora em línguas. Você não está produzindo mais para o Reino de Deus quando está gritando em línguas do que quando ora sob a sua respiração, porque é o Espírito Santo que supre a linguagem. Você não a criou, Ele criou. E se o Espírito Santo é a Origem da linguagem, ela sempre será cheia de poder. (O mesmo acontece com a adoração: Não importa quão alto ou baixo você adora; e sim o quanto de todo o seu ser você entrega em cada frase da adoração. Você não pode adorar ao Senhor de verdade enquanto a sua mente está andando por aí analisando um problema.)

Quando eu comecei a viajar devido ao ministério, eu costumava andar pelo quarto do hotel orando no Espírito Santo. Eu ainda era muito ignorante com respeito à oração, então eu orava em línguas o mais alto
que podia. Eu pensava que o volume alto fazia a minha oração ser mais poderosa. Eu ainda não havia aprendido que Deus não era surdo e podia ouvir a minha oração em qualquer lugar e em qualquer tom de voz.

Mais tarde, eu percebi que, no momento em que a linguagem sobrenatural do Espírito Santo sai da minha boca, ela é liberada para Deus. Não faz diferença se eu estou sussurrando ou gritando; as palavras que saem do meu espírito em línguas têm o mesmo significado, porque eu estou falando com Deus.

(Continua...)