quarta-feira, 8 de junho de 2016

A Segunda Hora: Confissão da Palavra de Deus



Então, eu passaria a minha Segunda hora com o Senhor reconciliando com a Cruz o problema que estou encarando no momento. Como? Substituindo, com as palavras da minha boca, a imagem do problema que o diabo manda para o meu caminho pela imagem que está na Palavra. Esta é a minha herança e o meu direito como crente.

Ao entrar na Segunda hora, eu diria, “Pai, obrigado porque os diabos estão sujeitos a mim. Obrigado porque a doença, que é causada direta ou indiretamente pelos diabos, está sujeita a mim em Seu Nome. Obrigado porque fui liberto da pobreza e ela também está sujeita a mim em Seu Nome. Obrigado por todas estas coisas, Pai.

“Então, com licença, Pai, vou utilizar a fé e a Palavra que você me deu, pois o diabo está invadindo o meu território. Eu as usarei para combater com o poder da confissão esta invasão.
“Você disse que se eu não duvidar da Sua Palavra no meu coração e confessá-la com a minha boca, o mesmo poder incrível que operou o fenômeno mais milagroso de todos, o novo nascimento, irá também operar para remover o meu monte”.

Depois, eu passaria o resto daquela hora confessando a Palavra de Deus especificamente pelo meu problema. Eu falaria com o monte em minha vida da mesma maneira que Jesus falou com a figueira em (Marcos 11:14.)

Por exemplo, se eu estivesse lidando com o problema financeiro eu confessaria mais ou menos assim, repetidas vezes: “Pobreza, você foi reconciliada com a Cruz. O Próprio Jesus se sobrecarregou da minha pobreza através de um ato de graça. Porque Ele sendo rico por amor de mim se fez pobre para que pela Sua pobreza eu me tornasse rico. [2 Co.8:9].

“Você pode me ouvir, pobreza! Eu tenho uma aliança com Deus. Você não pode permanecer em minha vida. Você está amaldiçoada. Você vai sair da minha vida!" E, prosperidade, eu chamo você do norte, do sul, do leste e do oeste! Finanças eu ordeno que vocês aumentem!

Eu estou reivindicando os meus direitos como um crente por uma dádiva que Deus me deu – a confissão de fé na Palavra Dele!” Por toda aquela Segunda hora, é assim que eu falaria com a montanha da pobreza, amaldiçoando-a e ordenando que ela saísse da minha vida.
Eu gosto muito de atormentar o diabo, ao fazer exatamente o que descrevi. Acho que não existe nada que o faça mais triste!

No entanto, alguém pode dizer, “Adorar a Deus por uma hora faz sentido, mas confessar a mesma coisa repetidas vezes para o meu problema não é também uma forma de implorar?” Não, não é. Você implora a Deus quando pede por algo que Ele já deu, repetidas vezes, como a cura ou libertação de um vício que o tem deixado em jugo.

A confissão da Palavra de Deus usa a fé que Deus já pôs em seu coração para reivindicar o que Ele já disse a respeito  do seu problema. Uma vez que oramos a oração de fé sobre o problema, não precisamos falar para Deus sobre Ele – e sim falar para o problema sobre Deus!

(Continua...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário