quarta-feira, 1 de junho de 2016

A Primeira Hora: Adoração


(Dave Roberson)

Na primeira hora eu entraria na Presença de Deus em adoração, louvor e agradecimento. Eu diria, “Aqui estou eu, Pai. Eu não tenho nenhuma necessidade para apresentar, porque todas as minhas necessidades foram supridas na Cruz há dois mil anos atrás. Eu estou aqui apenas para ter comunhão com você porque Você é o Meu Pai e eu sou Seu filho. Eu subirei ao Seu Monte Santo e verei o quão alto eu posso louvá-Lo e adorá-Lo”. Meu objetivo é desenvolver um relacionamento com Deus baseado na comunhão ao invés da necessidade.

Muitas vezes os crentes entram na Presença de Deus apenas quando são instruídos na igreja ou quando precisam de alguma coisa. Mas, uma das melhores formas de adoração é entrar na Presença Dele em nossa vida pessoal para louvá-Lo e adorá-Lo como nosso Pai Celestial, simplesmente porque nosso nome está escrito no Livro da Vida.

Deus é extremamente feliz porque somos Seus filhos e porque Ele é nosso Pai. E como um Pai que ama Seus filhos, Ele quer passar tempo conosco em comunhão ao redor de Seu trono. Ele gosta quando levantamos nossas mãos santas e dizemos o quanto O amamos, em pura comunhão.

Então, como entramos na Presença de Deus? Bem, o Espírito Santo foi enviado para glorificar Jesus (João 16:14). Todo o Seu ministério é trazer você na Presença de Jesus. Então, Jesus o leva à Presença do Pai. E, os mesmos princípios que Jesus ensinou aos Seus discípulos de como entrar na Presença do Pai se aplicam ao entrarmos na Presença de Jesus.

Jesus disse, “Quando você orar, diga, Pai nosso que estás nos Céus santificado seja o vosso nome
(Mt. 6:9). A palavra “santificar” significa levantar o Seu Nome acima de tudo em nossas vidas. Significa entrar em Sua Presença com reverência e adoração. Hipoteticamente falando, estamos sempre na Presença de Deus, pois temos o Nome de Jesus e podemos lhe rogar em qualquer momento do dia.

Mas, quando temos tempo para entrarmos na Presença de Deus com protocolo, deixe-me lhe dizer, que existe uma maneira de agradá-Lo. Em primeiro lugar, existe uma maneira de me oferecer a Deus na adoração pessoal. A primeira parte de mim que devo oferecer perante Ele é a minha alma – meu intelecto, minha vontade e minhas emoções.

(Continua...)

Eu posso não ter vontade de oferecer a minha alma a Deus. Pode ser que ninguém esteja me ajudando a fazer isto. Uma banda não me segue, criando uma atmosfera para adoração. Nem sempre tenho um aparelho disponível para tocar música de adoração para mim. Mas, quando entro na Presença de Deus oferecendo minha alma, quase sempre acabo adorando-O em espírito.

Em segundo lugar, quando venho perante Ele, preciso mostrar respeito. Um embaixador mostra honra a um rei terreno ao se curvar perante ele oferecendo-lhe presentes. Quanto mais nós devemos mostrar respeito na Presença do Rei dos Reis com a oferenda de nossa alma!
Às vezes esquecemos na Presença de quem estamos entrando. Sim, Jesus é nosso melhor Amigo. Sim, Ele é nosso confidente. Mas, quando vamos até Ele com um pedido ou em adoração, Ele é o nosso Sumo Sacerdote e merece a nossa maior honra e respeito.

É por esta razão que é importante não deixarmos nossa alma se distrair para resolver algum problema quando ela deveria estar adorando o Rei dos Reis. Se queremos que a nossa alma seja abençoada pelo Rei,
então precisamos mantê-la na Presença Dele. Se não fizermos isto, estaremos desrespeitando-O totalmente.

(Continua...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário